Notícias | Dia a dia | Australian Open
Nadal abandona e Cilic vai à semi com 83 winners
23/01/2018 às 10h14

Cilic enfrentará o britânico Kyle Edmund em busca de sua terceira final de Slam

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Em um duelo de quase quatro horas em alta intensidade, Marin Cilic teve maior resistência que Rafael Nadal, que abandonou a disputa das quartas de final do Australian Open após 3h44 com parciais de 3/6, 6/3, 6/7 (5-7), 6/2 e 2/0 após 3h44 de partida. O desgaste físico do espanhol não tira o mérito do agressivo croata que marcou 83 winners na partida, contra apenas 39 do rival.

Aos 29 anos, Cilic alcança a quinta semifinal de Grand Slam de sua carreira. Campeão do US Open em 2014 e vice em Wimbledon no ano passado, o número 6 do mundo desafia o surpreendente britânico Kyle Edmund, 49º colocado, a quem derrotou no único duelo anterior, disputado no fim do ano passado em Xangai.

Nadal começou a partida muito seguro em seus games de saque, oferecendo poucas chances ao croata. O espanhol procurava mexer bastante o rival do fundo da quadra para que ele não tivesse a oportunidade de bater suas bolas em posição confortável, do meio da quadra, e definia rapidamente os pontos.

No sexto game da partida, Cilic teve resistiu a cinco break points ao longo de treze minutos. Mesmo sem colocar tantos primeiros saques em quadra, o croata contou com erros de devolução do espanhol. Nadal teria o serviço ameaçado logo na sequência, mas se salvou com um ótimo saque. Pouco depois, o croata fez um game muito ruim, acumulou erros e permitiu a única quebra do set inicial.

Depois de anotar dezessete winners e cometer somente sete erros no primeiro set, Nadal não conseguiu repetir a pressão exercida do fundo de quadra e anotou apenas sete bolas vencedoras durante a parcial seguinte. O espanhol foi o primeiro a quebrar, ainda no quinto game, beneficiado por uma dupla-falta do croata. Mas Cilic conseguiu apagar bem a frustração pelo game perdido e advertênica de tempo imposta pela árbitra Eva Asderaki.

O croata teve sorte também de ver Nadal baixar seu aproveitamento de primeiro saque e foi muito agressivo desde as devoluções. Mesmo dando alguns pontos de graça, o número 6 do mundo foi recompensado por sua iniciativa e conseguiu duas quebras para vencer quatro games seguidos para empatar a partida.

No início do terceiro set, Nadal tentou variar o posicionamento de suas devoluções, ora mais próximo da linha de base, ora atuando com muita distância. Cilic, que também testou mudanças e arriscou algumas tentativas de saque e voleio, chegou a salvar um set point em seu saque antes de forçar o tiebreak.

O game-desempate começou favorável a Nadal, que contou com dois erros do rival para liderar por 2-0, mas Cilic buscou a virada com direito a dois ótimos winners de backhand na cruzada. Um forehand errado do croata devolveu o empate e o espanhol voltaria à frente ao encaixar uma ótima devolução explorando a subida do rival à rede. O croata chegaria a igualar a disputa novamente, mas pecou pelo excesso de força para jogar para fora uma direita com a quadra aberta e Nadal definiu o set em seu saque logo depois.

Cilic foi muito eficiente em seu serviço durante o quarto set ao ceder apenas seis pontos nos games de saque. Nadal já dava sinais de desgaste e precisou de atendimento médico para a região da virilha. Com a mobilidade reduzida, ele foi facilmente dominado em rápida parcial. O que prometia um quinto set ainda mais duro foi abreviado pela condição física do espanhol que abandonou a disputa assim que o serviço quebrado.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series