Notícias | Dia a dia | Australian Open
Federer acredita que subiu de nível na hora certa
20/01/2018 às 15h14

Federer ainda não perdeu set neste Australian Open

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Depois de vencer seu terceiro jogo no Australian Open, Roger Federer acredita que conseguiu subir seu nível de tênis nos momentos decisivos da partida contra Richard Gasquet. Para o suíço, a melhora nos trechos finais da segunda e terceira parciais foi fundamental para mais uma vitória em sets diretos no primeiro Grand Slam do ano.

"Não esperava que eu pudesse jogar nesse nível e estou muito feliz por ter conseguido subir de nível quando eu precisava para vencer o Richard", disse Federer após a vitória por 6/2, 7/5 e 6/4 sobre Gasquet.

"Foi um jogo difícil e o placar mostra isso também. Talvez eu pudesse ter vencido um pouco mais rápido, mas ao mesmo tempo fiquei feliz pela maneira como eu joguei. Acho que nós dois atuamos em alto nível novamente, então foi divertido", acrescenta o suíço, que enfrenta o húngaro Marton Fucsovics, 80º do ranking, nas oitavas de final.

Embora tenha feito seus três jogos em sessões noturnas da Rod Laver Arena, Federer destaca que as condições de jogo deste sábado tinham um fator inédito. "As condições eram totalmente diferentes hoje. A partir de 10% de umidade, fomos para 75%. Isso foi interessante e acho que ambos sentimos isso. De repente você estava suando como louco. Era diferente".

A vitória deste sábado foi a nonagésima conquistada pelo suíço em Melbourne e ele enumerou as mais especiais. "Provavelmente, minha primeira rodada em 2000 contra o Chang. Foi minha primeira vitória aqui. A partida de semifinal contra Ferrero, que garantiu o número 1 do mundo na segunda-feira seguinte, e ganhar meu primeiro Australian Open alguns dias depois contra o Safin. Fiz duas finais com Rafa aqui em 2009, que foi o melhor que fizemos um contra o outro, e no ano passado. Em 2010 também, porque foi o primeiro Grand Slam que eu ganhei com depois do nascimento das minhas filhas. Aquilo foi legal".

Federer também comentou sobre a situação de Alexander Zverev, número 4 do mundo e grande admirador do suíço, que ainda persegue o sonho do primeiro Grand Slam, mas segue sem passar das oitavas. "Ele ainda é muito jovem e está buscando subir de nível nos Grand Slam". 

"Acho que é importante às vezes dar um passo atrás e ver as coisas boas que você fez. Talvez seja questão de estabelecer uma meta mais baixa, tentando chegar às quartas ou a uma semifinal. Não apenas achar que porque está no Australian Open ou no US Open que ele precisa ganhar o torneio", explica o pentacampeão em Melbourne. "Lembro-me de ter um obstáculo para passar das quartas e só consegui isso em 2003 pela primeira vez, quando eu tinha 22 anos. Foi o que eu disse ao Sascha: 'Seja paciente sobre isso. Não se coloque sob pressão desnecessária. Aprenda com esses erros. O que aconteceu aconteceu'".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series