Notícias | Dia a dia | Australian Open
Nadal atropela top 30 e se garante nas oitavas
19/01/2018 às 08h05

Nadal ganha seu segundo jogo muito rápido na semana

Foto: ATP

Melbourne (Austrália) - O espanhol Rafael Nadal comemorou nesta sexta-feira sua 550ª partida da carreira sobre quadras sintéticas no seu melhor estilo. Sem dar espaço, sufocou o bósnio Damir Dzumhur, 30º do ranking, e não ficou mais do que 1h50 em ação, anotando o placar de 6/1, 6/3 e 6/1.

Para completar sua semana perfeita, Nadal cruzará no domingo com o argentino Diego Schwartzman, que pouco antes virou em cima do ucraniano Alexandr Dolgopolov, por 6/7 (1-7), 6/2, 6/3 e 6/3. Nos três duelos diante do atual 26º do ranking, Nadal não perdeu sets. No ano passado, anotou duplo 6/4 no saibro de Monte Carlo.

Nadal agora é o segundo tenista a atingir mais vezes as oitavas de final do Australian Open: são 11, igualados a Stefan Edberg e atrás somente das 15 de Roger Federer. A única vez em que foi derrotado na terceira rodada do torneio aconteceu em 2004.

Para se vingar da derrota sofrida para Dzumhur em Miami de dois anos atrás, quando abandonou por mal estar, Nadal entrou muito ligado na partida e procurou sufocar o adversário desde o primeiro ponto. Dzumhur sentia uma evidente falta de potência, tanto no saque como no fundo de quadra, e teve sorte por vencer um game.

Na outra série, Dzumhur continuou a mostrar serviço frágil - o segundo saque raramente passou de 104 km/h -, mas ao menos suas bolas ficaram mais consistentes e pesadas, exigindo bem mais do cabeça 1. Um game sonolento de Nadal permitiu a ele até mesmo tirar um serviço, mas o espanhol subiu novamente o nível e fez um game perfeito para obter a quebra definitiva no no game.

O bósnio voltou a exigir de Nadal no terceiro set, arrancando bons jogadas e mostrando empenho em correr atrás de todos os pontos, mas o espanhol acelerou nos momentos certos, saiu com quebra e daí em diante administrou bem a vantagem. Dzumhur se apressou para perder outro serviço e viu Nadal terminar a partida com 27 winners e 16 erros da base.

Schwartzman por sua vez atinge as oitavas de um Grand Slam pela segunda vez na carreira e a segunda consecutiva, depois das inesperadas quartas do US Open. Uma eventual vitória pode colocá-lo pela primeira vez no top 20 do ranking.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series