Notícias | Dia a dia
Dolgopolov: 'Nadal vence muitas só por ser canhoto'
08/12/2017 às 09h08

Dolgopolov bateu Nadal na única vez que jogaram na grama

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Enfrentar um canhoto costuma trazer sempre um fator novo ao rival e para o ucraniano Alexandr Dolgopolov não é diferente, principalmente quando precisa duelar com o espanhol Rafael Nadal. Para ele, o número 1 do mundo consegue vencer muitas partidas no circuito apenas pela combinação de jogar com a mão esquerda e colocar muito efeito na bola.

Questionado pelo Telegraph sobre quais os pontos fortes do canhoto de Mallorca, Dolgopolov não hesitou e foi direto ao ponto: "Seu spin frenético e o fato de ser canhoto", declarou o ucraniano de 29 anos e que atualmente ocupa a 33ª colocação no ranking da ATP.

"Graças a essa rotação tão potente, Nadal não precisa fazer nada além disso em metade das partidas que disputa. Gira a bola no lado esquerdo de seus oponentes e eles não conseguem fazer frente, pois não têm uma boa esquerda. Ele ganha muitas partidas assim", acrescentou Dolgopolov, que tem apenas duas vitórias em nove embates com o espanhol.

Um dos triunfos veio no Masters 1000 de Indian Wells, em quadras duras, e o outro no ATP 500 de Queen's, na grama, piso sobre o qual se deu bem no único confronto que tiveram. "Na grama é mais fácil enfrentá-lo, pois a rotação da bola não tem tanto efeito quanto nas quadras de saibro ou de piso duro", analisou o ucraniano.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva