Notícias | Dia a dia
Murray será mentor de jovens atletas britânicos
03/12/2017 às 11h06

Um dos atletas orientados por Murray será o tenista escocês de 17 anos Aidan McHugh, que já treinou com ele algumas vezes

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Antes de iniciar sua pré-temporada em Miami no último sábado, Andy Murray aproveitou os últimos dias em Londres para lançar seu novo projeto pessoal. O britânico de 30 anos atuará como mentor de jovens atletas de seu país e vai orientá-los na transição para a carreira profissional.

"Eu assinei com uma empresa de gestão de carreiras pela primeira vez quando tinha 12 ou 13 anos, o que é ridículo", disse Murray em entrevista à BBC. "Eu era muito novo, não precisava dessa pressão, mas estava tentando me tornar um profissional e meus pais não tinham experiência em lidar com esse tipo de situação.

"Você pode se meter em problemas assinando contratos muito longos porque eles podem não representar seus interesses. Coisas como essa que podem ser evitadas se você tiver as pessoas certas ao seu redor", explicou o ex-número 1 do mundo, que pretende trabalhar com atletas de diferentes modalidades esportivas.

"Então eu pensei que eu poderia observar e ajudar alguns atletas britânicos mais jovens a passar por essa fase de transição de juvenil para as carreira profissional e orientá-los ao longo do caminho. É algo que me interessa muito. Quero trabalhar com os melhores atletas britânicos, seja masculino ou feminino".

"Não quero impor minhas opiniões ou idéias a ninguém. Mas acho que essa é uma das coisas boas de ter um atleta como parte da empresa de gerenciamento", afirmou. "Muitas vezes, as pessoas nas empresas de gestão não jogam o esporte ou foram atletas, então espero que eu possa acrescentar um pouco mais".

Os primeiros atletas beneficiados são o tenista escocês de 17 anos Aidan McHugh, com quem o britânico já treinou anteriormente, e as corredoras gêmeas de 20 anos Shannon e Cheriece Hylton. Falando especificamente sobre McHugh, Murray deu detalhes sobre seu trabalho como mentor.

"Tem um tenista jovem da Escócia chamado Aidan McHugh. Eu já treinei algumas vezes com ele em Wimbledon, passei um tempo com ele na quadra, conversei com o técnico dele. Se tiver alguma coisa que ele quiser perguntar para mim sobre a vida no tênis e outras coisas de fora de quadra, é algo que eu adoraria fazer. Eu gosto de conversar com técnicos e jogadores".

O jovem escocês de 17 anos também falou sobre a chance de trabalhar com o bicampeão olímpico. "Eu segui Murray toda a minha vida, agora ele é meu mentor", disse McHugh à BBC. "Ele foi número 1 do mundo, venceu três Grand Slam e ainda pensa em ajudar os jogadores mais jovens. Isso mostra o quanto ele é especial, porque ele ainda se importa com a nova geração que está chegando".

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva