fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Hanescu, Paolo Lorenzi, Ruben Ramirez Hidalgo, Gastao Elias, Challenger FinalsCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Hanescu, Paolo Lorenzi, Ruben Ramirez Hidalgo, Gastao Elias, Challenger FinalsCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Hanescu, Paolo Lorenzi, Ruben Ramirez Hidalgo, Gastao Elias, Challenger Finalstênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2012/estrangeiros_outros/hanescu_finals_coletiva_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2012/estrangeiros_outros/hanescu_finals_coletiva_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Estrangeiros querem 'curtir' último torneio do ano
26/11/2012 às 16h04
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2012/estrangeiros_outros/hanescu_finals_coletiva_int.jpg" title="Hanescu faz primeiro jogo contra Bedene" />

Hanescu faz primeiro jogo contra Bedene

Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

São Paulo (SP) - Com exceção de Thomaz Bellucci, os participantes do Challenger Finals de São Paulo vêm atuando no circuito durante as últimas semanas. Por isso, os estrangeiros que jogarão no Ginásio do Ibirapuera a partir desta terça-feira querem aproveitar o torneio para encerrar bem suas temporadas.

O romeno Victor Hanescu, que faz a primeira partida às 15h contra Aljaz Bedene, se diz satisfeito com seu segundo semestre, no qual saiu da 153ª posição em junho para a 64ª nesta semana. "Esse é um torneio especial, estou muito feliz por estar aqui. Seria legal voltar ao top 50, mas prefiro pensar nisso no ano que vem", comentou o ex-top 30.

Assim como Hanescu, Bedene conhece bem o país. "Não é a primeira vez que eu venho ao Brasil, estive aqui duas vezes e disputei quatro torneios. Eu gosto daqui do Brasil e espero ter uma melhor experiência aqui", disse o esloveno, que lembrou do episódio em que o hotel em que estava precisou ser evacuado em Blumenau em 2010.

Bedene e Hanescu estão no Grupo Verde junto a Gastão Elias e Paolo Lorenzi. O italiano, número 63 do mundo, não se vê como o favorito para chegar à semifinal. "Aqui estão os melhores jogadores da temporada nos Challengers e todos têm a mesma chance. Minha temporada foi muito boa esse ano, então espero curtir este torneio", comentou.

Bem mais ambientado está Gastão Elias, português que mora em São Paulo e é treinado por Jaime Oncins. "É uma boa oportunidade de poder jogar aqui no Brasil, tenho muitos amigos aqui e facilita bastante. Acho que vai ser um bom espetáculo, haverá bons jogos essa semana", prevê Elias.

Jogador mais experiente da chave, com 34 anos, Ruben Ramirez Hidalgo admite que prefere o saibro, mas acha que o momento é adequado para o piso rápido. "É um torneio onde estão os melhores do ano, distribui muitos pontos e é preciso se adaptar à quadra. Também é um treino para a Austrália".

Veja a programação desta terça-feira:
15h
[3]Victor Hanescu (ROM) vs. [5]Aljaz Bedene (ESV)
Não antes das 17h
[2]Paolo Lorenzi (ITA) vs. [8]Gastão Elias (POR)
Não antes das 19h
[4]Ruben Ramirez Hidalgo (ESP) vs. [6]Adrian Ungur (ROM)
Não antes das 21h
[1/C]Thomaz Bellucci (BRA) vs. [7]Guido Pella (ARG)

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin