Notícias | Dia a dia
'Federer não baterá recorde de Connors', diz Blake
06/11/2017 às 14h01

Federer já conquistou 95 títulos em sua carreira

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Dono de boa parte dos recordes da ATP, entre eles o de títulos de Grand Slam, com 19 conquistas, e de semanas como número 1, ficando 302 semanas na liderança, o suíço Roger Federer persegue agora o recorde absoluto de títulos no circuito, que pertence ao norte-americano Jimmy Connors, que levantou 109 troféus como profissional.

Para o ex-tenista profissional James Blake, que por muitos anos dividiu o circuito com Federer, o suíço não conseguirá alcançar esta marca. "Acho que 109 é muito. Adoro Roger, que para mim é o maior de todos os tempos, mas não acredito que ele possa chegar a esse número a essa altura de sua carreira", disse o norte-americano no Tennis Channel.

"Ele vai fazer um calendário reduzido, jogando apenas os principais eventos, Grand Slam, Masters 1000, Basileia e apenas um ou outro a mais", observou Blake, algoz de Federer nos Jogos Olímpicos de Pequim (2008), onde conquistou sua única vitória sobre o suíço em 11 confrontos entre os dois.

"Para chegar ao recorde ainda faltam 14, ele terá que vencer seis ou sete títulos por ano nos próximos dois ou três anos. É difícil imaginá-lo competindo até os 39 por esta marca. Mesmo que seja Roger, ele não consegue vencer o tempo", finalizou o norte-americano de 37 anos, apenas um a mais do que Federer.

Com suas 95 conquistas, Federer já é o segundo maior vencedor do circuito profissional, ficando atrás apenas de Connors. O suíço estava empatado com o tcheco naturalizado norte-americano Ivan Ledl, mas com a taça levantada no ATP 500 da Basileia ele se isolou na vice-liderança.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva