Notícias | Dia a dia
Demoliner perde dois match-points e fica com o vice
29/10/2017 às 10h53

Demoliner adiou o sonho do primeiro ATP

Foto: e-motion/Bildagentur Zolles KG

Viena (Áustria) - Foi por muito pouco, mas não deu para o gaúcho Marcelo Demoliner na final do ATP 500 de Viena. Jogando ao lado do norte-americano Sam Querrey, eles perderam dois match-points no desempate final e acabaram derrotados pelo uruguaio Pablo Cuevas e pelo indiano Rohan Bopanna com parciais de 7/6 (9-7), 6/7 (4-7) e 11-9.

Demoliner viu o sonho de seu primeiro título na ATP ser adiado por mais algum tempo. Esta foi a sexta final da carreira e a quarta da temporada, ficando com o vice em todas as oportunidades. O prêmio de consolação para o gaúcho de 28 anos será uma boa subida no ranking individual de duplas, ganhando sete lugares e indo para o 35º posto, o melhor da carreira.

O gaúcho irá dividir uma premiação de 64.640 euros com Querrey, levando para casa 300 pontos no ranking. Já os campeões Cuevas e Bopanna saem da capital austríaca com 500 pontos e uma premiação de 132.020 para dividirem entre si. O uruguaio manterá a 25ª colocação na lista da ATP, ao passo que o indiano subirá dois lugares e será o 15ª na próxima segunda-feira.

A final foi bastante disputada e definida nos detalhes, tanto que os dois primeiros sets foram decididos no tiebreak, com vantagem para Cuevas/Bopanna no primeiro e Demoliner/Querrey no segundo. Veio então o match-tiebreak, em que o gaúcho e o norte-americano saíram atrás, mas se recuperaram e tiveram duas chances de fechar o jogo. Só que os rivais se salvaram e arrancaram no final para a virada.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva