Notícias | Dia a dia
Clezar volta a vencer e é finalista na Colômbia
20/10/2017 às 20h45

Gaúcho tenta conquistar seu terceiro título de challenger

Foto: Divulgação

Cali (Colômbia) - A boa semana de Guilherme Clezar no challenger de Cali teve continuidade nesta sexta-feira. O gaúcho garantiu sua vaga na final do torneio de US$ 50 mil no saibro colombiano ao vencer o eslovaco Andrej Martin, 184º colocado, por 7/6 (7-5) e 6/3 em 1h54 de partida.

Esta será a sétima final de challenger na carreira e segunda na temporada para Clezar. O gaúcho possui dois títulos neste porte, sendo o último deles há quatro anos em Campinas. Seu outro troféu de challenger também foi em solo brasileiro, no Rio Quente em 2012.

A campanha até a final rende 48 pontos no ranking para Clezar, que pode receber oitenta em caso de título. O atual 232º do ranking voltará ao top 200 e ficaria perto do 170º lugar se for campeão. O recorde pessoal na carreira do gaúcho é a 153ª posição, alcançada em agosto de 2015.

O adversário de Clezar na decisão é o canhoto argentino Federico Delbonis, 69º do mundo, que bateu o austríaco Gerald Melzer por 6/1 e 6/2. Delbonis levou a melhor nos dois duelos anteriores, no quali do Brasil Open de 2012 e na primeira rodada do Rio Open de 2014.

Quebrado logo na abertura da partida, Clezar buscou a igualade no quarto game. Martin esteve por mais duas vezes com uma quebra de vantagem na partida, mas não conseguiu administrar a liderança, inclusive no momento em que vencia por 6/5 e sacava para fechar o set.

Depois de perder o saque no início do tiebreak, Clezar venceu quatro pontos seguidos e se aproximou da vitória na parcial, mas o eslovaco conseguiria buscar a igualdade ao vencer disputa na rede. O gaúcho então sustentou duas importantes trocas de bola para voltar à frente do placar e vencer a primeira parcial.

Clezar começou o segundo set salvando cinco break points e conseguiu sua primeira quebra logo na sequência. O gaúcho ainda teria o serviço ameaçado mais uma vez, mas conseguiu manter o saque até o final da partida e terminou o jogo conquistando sua quinta quebra de serviço.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis