Notícias | Dia a dia
'Não conseguimos encontrar saída', observa Melo
15/10/2017 às 14h20

Melo e Kubot ficaram com o terceiro vice no ano

Foto: Divulgação

Xangai (China) - O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot ficaram com o vice do Masters 1000 de Xangai. Eles foram derrotados na final deste domingo pelo finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, com parciais de 6/4 e 6/2, em duelo que reuniu as duas parcerias mais bem cotadas no torneio e terminou com o título dos cabeças de chave 1.

Mesmo com a derrota na decisão, Melo e Kubot mantiveram a liderança na corrida para o Finals de Londres. "Eles realmente jogaram muito bem. Tentamos encontrar algumas saídas, mas não conseguimos. Foram melhores e tiveram todo o mérito da vitória. Eles estão muito bem este ano, ganharam também em Beijing e sabíamos que era uma partida difícil", disse o mineiro.

"Tivemos uma pequena chance no segundo set, para quem sabe abrir um break de vantagem, mas eles sacaram muito bem de novo. Por mais que o placar pareça que foi fácil, o jogo foi decidido nos detalhes. Eles foram mais sólidos e mereceram. Agora é seguir treinando para os próximos torneios", explicou Marcelo.

Depois do vice-campeonato em Xangai, a parceria mineiro-polonesa terá uma semana de descanso e voltará às quadras só no ATP 500 de Viena, que começa a ser disputado na segunda-feira 23 de outubro. Na sequência eles seguem para o Masters 1000 de Paris e fecham a temporada no ATP Finals.

Melo está a um título de igualar seu ano mais vitorioso. Em 2015, o mineiro levantou seis taças, quatro delas com o croata Ivan Dodig e uma delas com Kubot, justamente em Viena, próximo torneio dos dois. Neste ano, o mineiro e o polonês já conquistaram cinco taças e ainda levaram mais três vices para casa.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis