Notícias | Dia a dia
Sharapova vai disputar primeira final desde o doping
14/10/2017 às 08h35

Sharapova não levanta uma taça desde 2015

Foto: Divulgação

Tianjin (China) - Em seu sétimo torneio na temporada, a russa Maria Sharapova enfim terá a oportunidade de disputar uma final. Neste sábado ela garantiu um lugar na decisão do WTA de Tianjin ao derrotar a chinesa Shuai Peng, cabeça de chave 3, com parciais de 6/3 e 6/1, após 1h20 de jogo.

A adversária da russa em sua primeira final desde a suspensão por doping será a jovem bielorrussa Aryna Sabalenka, que na outra semifinal deste sábado acabou com a festa da italiana Sara Errani, vinda do qualificatório, e triunfou com o placar final de 6/1 e 6/3.

Com apenas 19 anos, Sabalenka vai disputar pela primeira vez na carreira uma final de WTA, mas esta não é a primeira semana em que ela brilha no circuito, tendo anotado o ponto decisivo nas semifinais da Fed Cup, levando Belarus à final mesmo sem contar com Victoria Azarenka.

Se uma da finalistas vai dando seus primeiros passos no circuito, a outra tem experiência de sobra e já soma 35 títulos no currículo. Em comum as duas terão apenas a boa arrancada que darão no ranking, Sabalenka entrando pela primeira vez no top 100 e Sharapova ganhando pelo menos 20 lugares.

Atual 102 do mundo, Sabalenka subirá para a 76ª colocação só com a final e se conseguir faturar o título em Tianjin subirá mais sete lugares. Por sua vez, a russa de 30 anos está saindo do 86º para o 66º posto com a campanha até então e pode ganhar mais nove se sagrar-se campeã do torneio chinês.

Desde o seu retorno, após cumprir 15 meses de suspensão por doping, Sharapova sofreu com lesões e só teve um bom desempenho mesmo em Stuttgart, logo o seu primeiro torneio, onde foi às semifinais. A russa não engrenou depois disso e teve como destaque a vitória sobre a romena Simona Halep no US Open, indo até as oitavas de final.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis