Notícias | Dia a dia
Alemão frustra torcida da casa e leva a taça em Metz
24/09/2017 às 14h48

Gojowczyk saiu do quali para levantar a taça

Foto: Divulgação

Metz (França) - Vindo do qualificatório, o alemão Peter Gojowczyk acabou sendo o último a comemorar no ATP 250 de Metz. Na final deste domingo ele frustrou a torcida da casa e deixou o francês Benoit Paire, cabeça de chave 7, com o vice-campeonato, triunfando com o placar final de 7/5 e 6/2.

O primeiro título da carreira do alemão de 28 anos foi também o primeiro de um atleta vindo do quali desde a conquista do francês Nicolas Mahut em 's-Hertogenbosch, dois anos atrás. Gojowczyk se juntou ao bósnio Damir Dzumhur, que venceu o ATP 250 de São Petersburgo, sendo o sexto a alncançar em 2017 a tão sonhada conquista inédita.

Gojowczyk não deu chances ao adversário da casa no primeiro set, em que passou sem ceder um break-point sequer. Os dois finalistas foram mantendo o serviço até o 11º game, quando o alemão quebrou Paire para na sequência sacar e fechar a parcial.

Com o placar favorável, o germânico tratou de manter o embalo e começou com tudo no segundo set, abrindo 4/0 de cara. Gojowczyk seguiu na frente até o fim e foi comemorar o título, que lhe rendeu 85.945 euros e 250 pontos no ranking, que o farão saltar de 95º para 66º, sua melhor colocação da carreira.

Se não pode contar com Paire para comemorar o título, a torcida da casa teve como prêmio de consolação a conquista de Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin nas duplas. Eles derrotaram na final o holandês Wesley Koolhof e o neozelandês Artem Sitak com o placar final de 7/5 e 6/3, em 1h13 de disputa.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis