Notícias | Dia a dia
Paire bate Goffin e tenta manter hegemonia francesa
22/09/2017 às 16h21

Semifinalista, Paire é o último francês restante no ATP de Metz

Foto: Divulgação

Metz (França) - A chance de o ATP 250 de Metz ter mais um campeão da casa continua. O francês Benoit Paire garantiu seu lugar na semi e é o único francês vivo no torneio disputado em quadras duras e cobertas. Nesta sexta-feira, Paire salvou um match point e eliminou o belga David Goffin com parciais de 7/6 (7-3), 5/7 e 7/6 (9-7) em 2h24 de partida.

Os franceses venceram dez das quinze edições do torneio em Metz. Além disso, oito desses títulos vieram nos últimos nove anos. Curiosamente, o único intruso foi Goffin, vencedor em 2015. Paire tenta se juntar à galeria de campeões que tem Gilles Simon, Gael Monfils, Jo-Wilfried Tsonga, Arnaud Clement, Jerome Haehnel e Lucas Pouille.

Paire disparou 20 aces em jogo que teve equilíbrio em todos os sets. Goffin quebrou no sexto game, mas permitiu o empate de imediato. No tieberak, o belga perdeu três pontos com o próprio saque e ficou atrás no placar. Na parcial seguinte, o francês não teve nenhum break point e foi quebrado quando o placar estava empatado por 5/5.

Já no terceiro set, Goffin aproveitou apenas uma de suas seis chances de quebra e Paire empatou no oitavo game. O francês começou melhor no tiebreak e o belga errou um forehand quando teve a chance de empatar. Mas quando liderava por 5-3, Paire jogou uma bola para fora, viu Goffin disparar um winner e uma ótima passada para chegar ao match point. O francês reverteu a vantagem com bons saques, venceu um ponto importante no serviço do rival e fez um winner de backhand para fechar o jogo.

Ex-top 20 e atual 41º do ranking aos 28 anos, Paire tenta alcançar sua quinta final de ATP. O adversário do francês na semifinal será o georgiano Nikoloz Basilashvili, que derrotou o uzbeque Denis Istomin por 7/5 e 6/3. Paire levou a melhor nos dois duelos anteriores contra o jogador de 25 anos e 64º colocado.

Do outro lado da chave, é certo que haverá um alemão na final. Cabeça 5 do torneio, Mischa Zverev venceu o lucky-loser francês Kenny De Schepper por 7/5 e 7/6 (7-4) e vai enfrentar Peter Gojowczyk, que veio do quali e fez 6/2 e 6/4 contra o romeno Marius Copil. Gojowczyk, 95º do ranking, venceu os dois duelos anteriores contra Mischa, 27º, no quali do Australian Open de 2014 e no challenger de Salzburg em 2011.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva