Notícias | Copa Davis
Monteiro não se acha e Brasil fica na 2ª divisão
18/09/2017 às 02h13

Monteiro sofreu sua quarta derrota em seis jogos pela Davis

Foto: Arquivo

Osaka (Japão) - Apesar de ter saído com 3/1 no primeiro set, o canhoto cearense Thiago Monteiro não se achou na quarta partida do confronto diante do Japão, permitiu a vitória de Yuichi Sugita e com isso o Brasil permanecerá na 2ª divisão da Copa Davis em 2018.

Monteiro chegou a perder nove games consecutivos a partir da vantagem inicial e acabou batido pelo número 42 do ranking por 6/3, 6/2 e 6/3. O Japão marcou assim 3 a 1 no placar geral, tendo vencido os dois jogos de sexta-feira e perdido apenas a partida de duplas, realizada também na noite de domingo devido a dois dias de mau tempo em Osaka.

O Brasil vvem disputando a repescagem seguidamente desde 2006, tendo vencido apenas duas vezes, na Rússia em 2012 e na Espanha em 2014. Com a nova derrota, ficará no Zonal Americano ao lado de Argentina, Colômbia, Chile, Equador, República Dominicana e o vencedor de Venezuela e Barbados.

O Japão, que não pôde colocar em quadra seus dois principais nomes, já que Kei Nishikori e Yoshihito Nishioka estão contundidos, se mantém pelo quinto ano seguido na primeira divisão. O sorteio tanto do Zonal Americano como do Grupo Mundial de 2018 deve acontecer na quarta-feira, em Londres.

Monteiro, que perdeu na sexta-feira para Go Soeda, teve um início animador, com bons saques e devoluções, e abriu 3/1. Mas daí em diante entrou numa fase muito ruim, com uma sequência incrível de erros não forçados, muitos gerados pela pressa em definir pontos. Amargou então uma série de nove games perdidos até Sugita abrir 4/1 no segundo set. Ainda houve uma chance de reagir, ao salvar dois set-points e ter um break-point, mas novamente lhe faltou consistência.

O terceiro set foi quase uma repetição do primeiro. Monteiro mudou a postura e procurou ser mais agressivo, tirando um pouco do efeito de seus golpes, e abriu 3/1. De novo não sustentou a vantagem e viu o adversário virar mais uma vez. Terminou com 55 erros odiante de 42 do japonês, além de 11 winners frente a 24.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series