Notícias | Dia a dia
Moyá: 'Próxima meta é manter Nadal como nº 1'
12/09/2017 às 16h45

Moyá destacou também um ano sem lesões de Nadal

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) – Contratado para engrossar o time do espanhol Rafael Nadal no começo da temporada, o compatriota Carlos Moyá está vendo o novo pupilo brilhar em 2017. Campeão de Roland Garros e agora do US Open, o canhoto de Mallorca também retomou o posto de número 1 do mundo e agora quer permanecer na ponta até o fim do ano.

“Quem não estaria motivado com isso? Este não era o objetivo principal no começo do ano, mas agora virou uma meta. Não temos mais Slam neste ano e por isso manter o número 1”, comentou Moyá para o Tennis.com.

Apesar dos excelentes resultados, o treinador de Nadal pretende implementar mudanças no jogo do pupilo. “Queremos deixar Rafa mais agressivo, para gastar menos tempo na defesa. Acho que o forehand está bom. Ele fica mais relaxado com o primeiro saque, mas com o segundo consegue mais tempo para atacar”, disse.

Moyá explicou que na final em Nova York contra o sul-africano Kevin Anderson, Nadal não foi tão agressivo como gostaria por questão de estratégia. “Ele tentou jogar todos os pontos, colocando várias bolas dentro. Acreditamos que Anderson poderia estar nervoso e além de tudo é um cara alto e pesado”.

O treinador espanhol, que também já foi número 1 do mundo, acredita que a ausência de lesões tem sido funamental. “Ele jogou um tênis incrível em alguns momentos desta temporada, como por exemplo no saibro de Paris e em alguns jogos aqui. Está livre de lesões, algo que é essencial para mim. Quando se está saudável fica mais fácil jogar bem”, finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva