Notícias | Dia a dia
Cinco brigam pelo número 1 da WTA nesta semana
14/08/2017 às 11h44

Pliskova tenta manter a ponta da WTA

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Se a disputa da liderança do ranking da ATP está apenas entre o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer, na WTA são cinco as postulantes ao número 1 nesta semana em Cincinnati. A tcheca Karolina Pliskova tentará se manter na ponta e terá que se defender do ataque da romena Simona Halep, da ucraniana Elina Svitolina, da dinamarquesa Caroline Wozniacki e da alemã Angelique Kerber.

As duas últimas da lista podem cair fora da disputa logo no começo, uma vez que precisam conquistar o título e contar com uma queda de Pliskova logo na estreia. Caso a tcheca passe por sua primeira partida em Cincy, ela já tira Kerber e Wozniacki da briga. Svitolina tem um pouco mais de chance que as outras duas, mas não pode ver a tcheca chegar nas semifinais.

Halep é aquela que mais tem chance de destronar Pliskova e quem sabe assim conseguir pela primeira vez assumir o posto mais alto do ranking. A romena depende apenas de si e caso seja campeã em Cincinnati fatalmente será a número 1 do mundo na próxima segunda-feira. Ela pode ser líder se for finalista e a tcheca cair antes das quartas, ou até parando na semi se a rival perder na estreia.

No ranking atual, as três primeiras se mantiveram na mesma colocação, com Pliskova liderando, seguida de Halep e de Kerber. A quarta colocada é Svitolina, que ganhou uma posição alcançou sua melhor marca da carreira. Wozniacki fecha o top 5 também com ascensão de um posto, contando com a queda da espanhola Garbiñe Muguruza, que saiu da quarta para a sexta colocação.

Um pouco mais embaixo, a paulista Beatriz Haddad Maia perdeu três lugares e agora é a 80ª do mundo. Com os pontos conquistados por furar o quali de Cincinnati, a número 1 do Brasil pode ganhar até cinco posições e subir para o 75º posto, que seria o melhor da carreira até então.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis