Notícias | Dia a dia
Nadal diz não estar preocupado com o número 1
06/08/2017 às 18h13

Nadal aguarda quem passar de Coric e Youzhny

Foto: Site oficial

Montréal (Canadá) - Como de hábito, o espanhol Rafael Nadal adotou discurso humilde e tentou tirar a pressão natural que o cerca no Masters 1000 de Montréal a partir desta segunda-feira. "Não estou preocupado com o número 1 do mundo", garante ele, que assumiu o segundo posto depois de Wimbledon e precisa somente chegar às semifinais de Montréal para superar o contundido Andy Murray no topo da lista.

"A única coisa que penso no momento é tentar jogar tão bem o segundo semestre como fiz na primeira parte da temporada", afirma o tenista que mais somou vitórias em 2017 e teve espetacular sequência sobre as quadras de saibro.

"Meu principal objetivo é ser feliz. (Os tenistas) são pessoas privilegiadas, me sinto um felizardo de, aos 31 anos, continuar competindo. Sinceramente, não estava certo de que conseguiria me manter em forma depois dos 30, mas estou fazendo as coisas certas e tudo que procuro é me manter sadio. A geração anterior à nossa se retirou com esta idade que temos hoje. Temos de manobrar bem o calendário e descansar".

Nadal no entanto sabe que terá natural dificuldade sobre as quadras duras, que dominarão o circuito até novembro. "Quando se joga sobre a superfície que não é sua favorita, é muito mais difícil obter vitórias. Ali estão todos os grandes jogadores. Em Wimbledon, por exemplo, joguei mal os dois primeiros sets diante de (Gilles) Muller e isso me custou a derrota, como já aconteceu antes".

Nadal deverá estrear na quarta-feira diante do vencedor do duelo entre o croata Borna Coric e o russo Mikhail Youzhny, vindo do qualificatório.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva