Notícias | Dia a dia
Sharapova evita pensar sobre convite para US Open
01/08/2017 às 21h49

Russa quer focar apenas nos eventos que estiver disputando

Foto: Arquivo

Stanford (EUA) - Após disputar seu jogo de estreia em Stanford, Maria Sharapova voltou a ser perguntada sobre a possibilidade de receber um convite para o US Open, que começa em 28 de agosto. Campeã do Grand Slam americano em 2006, a russa garante que não quer pensar sobre isso.

"Não é o tipo de coisa em que eu esteja focada. Quando eu voltei a jogar na temporada de saibro, havia muito foco nos convites para Roland Garros e Wimbledon", disse Sharapova após a vitória por 6/1, 4/6 e 6/0 sobre a norte-americana Jennifer Brady em Stanford.

"Eu entendo que os Grand Slam são eventos muito grandes e são onde você mais quer jogar, mas eu fiquei longe do esporte por muito tempo e meus objetivos agora serão os torneios em que eu estiver jogando", acrescenta a russa, que enfrentará a ucraniana Lesia Tsurenko na próxima fase.

"Para mim, jogar aqui já é importante. Então, minha mente não pode estar lá no US Open. Eu não estou pensando tanto à frente, numa coisa que vai acontecer só daqui a cinco semanas", complementa a jogadora de 30 anos.

Sharapova aparece apenas no 171º lugar do ranking e não entra diretamente na chave do Grand Slam americano, cuja lista de inscritas fechou no dia 19 de julho e com a então 105ª colocada Madison Brengle. Caso não receba um convite, a russa pode tentar jogar o qualificatório e precisar de três vitórias para entrar na chave.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis