Notícias | Dia a dia
Após mais de um ano, Ferrer volta a fazer uma final
22/07/2017 às 12h54

Ferrer não fazia uma final desde o fim de 2015

Foto: Divulgação

Bastad (Suécia) - Acabou o jejum de finais do experiente espanhol David Ferrer, que desde o final de 2015 não chegava em uma decisão. Neste sábado ele garantiu seu lugar na final do ATP 250 de Bastad ao derrotar o compatriota Fernando Verdasco na segunda semifinal do dia, vencendo com apertados 6/1, 6/7 (3-7) e 6/4, depois de 2h09 de confronto.

Seu oponente na decisão de domingo será o ucraniano Alexandr Dolgopolov, que abriu o dia com uma vitória mais tranquila, batendo o russo Andrey Kuznetsov em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/2, em apenas 64 minutos de partida. Será o 14º embate entre eles, com vantagem para o espanhol, que venceu nove e perdeu quatro.

Embora tenha um retrospecto bem positivo, Ferrer não andou se dando bem contra Dolgopolov nos últimos encontros e somou mais derrotas do que vitórias desde 2016. O espanhol venceu uma e perdeu outra no ano passado e neste ano foi superado pelo ucraniano na primeira rodada do Rio Open.

Dono de 26 títulos e mais 25 vice-campeonatos, o espanhol de 35 anos não chegava em uma final desde o ATP 500 de Viena, em 2015. Cabeça de chave 8 no saibro sueco, Ferrer começou muito bem na semi contra Verdasco e faturou o primeiro set com um 6/1, mas não manteve o ritmo e acabou perdendo o segundo no tiebreak.

Ferrer não se abalou com a recuperação do canhoto madrilenho e venceu a terceira parcial, em que desperdiçou cinco break-points logo no primeiro game, aproveitou o único que teve no terceiro e depois ainda teve que salvar um que enfrentou contra no sexto, para assim concretizar sua 14ª vitória em 21 duelos com Verdasco.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis