Notícias | Outros
Sobrinho de campeão olímpico abraça o tênis
15/07/2017 às 11h05

Enzo mostra a Nascimento a camisa 6 do levantador Maurício

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Aos 13 anos, Enzo Lima tem plena consciência qual carreira
trilhar e a principal meta: “ser jogador de tênis profissional e campeão de Grand Slam”.
Apesar da pouca idade e objetivos desafiadores, o que é sonhar alto para o sobrinho de
um bicampeão olímpico? A referência esportiva, embora seu pai Murilo tenha lhe
apresentado ao tênis, é o tio e levantador de vôlei Mauricio Lima, medalhista de ouro nos
Jogos de Barcelona (1992) e Atenas (2004), que por vezes entra em quadra com sua
raquete para bater uma bola com o sobrinho.

Para trilhar o mesmo caminho vencedor da família, o jovem jogador natural de Campinas
está disposto a sacrifícios, como abdicar do período de férias escolares para treinar em
alto nível com a equipe da R&B Tennis Team, na Flórida, a fim de buscar novas
perspectivas sobre seu jogo e expandir seu conhecimento sobre tênis, uma vez que este
intercâmbio lhe possibilita a oportunidade de jogar com diferentes escolas do tênis
mundial.

“Amo tênis mais que tudo e estou adorando a experiência de treinar fora do Brasil, é
um momento enriquecedor para a minha vida. Nestes primeiros dias tenho sentido uma
rápida evolução no meu jogo, além de ter adquirido muita disciplina, com a ajuda do
Rodrigo (Nascimento) e da Betsy (McCormarck)”, diz Enzo. O tenista tem treinado com
mais quatro atletas que competem o circuito juvenil da USTA e estão entre os melhores
jogadores do estado da Flórida.

Esta oportunidade de treinar com uma equipe de alto nível e que oferece total estrutura,
possibilita a Enzo um novo olhar sobre o seu futuro no tênis. “Eu confio muito no Rodrigo, seja como pessoa ou treinador, ele é um amigo que tenho pra vida, o vejo como um
técnico formidável. Quando estamos na quadra eu entro sabendo que terei de tirar o meu
melhor em cada bola, o que me faz pensar que se eu treinar forte agora, mantendo a
disciplina, irei colher grandes frutos no futuro”, analisa o tenista, que retorna ao Brasil no início de agosto.

Para Nascimento, fundador da R&B Tennis Team, a presença de um tenista brasileiro ao
lado de seus atletas (há mais 4 jogadores norte-americanos), fortalece e diversifica a
equipe, além de ser o primeiro passo para seu projeto de trazer cada vez mais jogadores
brasileiros para treinar na Flórida. A R&B é mantida por meio da Fundação McCormarck,
administrada por Betsy, que sempre cultivou o sonho de criar oportunidades para jovens
tenistas desenvolverem seu talento.

“O Enzo tem algo diferente, ele tem DNA de campeão. Desde que nos conhecemos, em
Campinas, senti que se tratava de um menino diferente. Ele é dedicado e tem aquela
vontade de vencer no tênis, custe o que custar. É um garoto comprometido e sério com os
treinos. Além de tudo isso, ele faz o que for preciso para atingir o seu nível mais alto”, avalia Nascimento, que ao longo da carreira treinou importantes nomes do circuito ATP e WTA, como Gilles Muller e Monica Seles, respectivamente.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva