Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Wozniacki escapa da derrota e vai às oitavas
08/07/2017 às 14h00

Wozniacki viu a rival sacar duas vezes para o jogo

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Em seu terceiro compromisso em Wimbledon, Caroline Wozniacki foi verdadeiramente exigida pela estoniana Anett Kontaveit, jovem de 21 anos e 38ª do ranking. A ex-número 1 viu a rival sacar duas vezes para o jogo e lutou por 2h para vencer por 3/6, 7/6 (7-3) e 6/2.

A próxima rival de Wozniacki será a norte-americana CoCo Vandeweghe, que derrotou a compatriota Alison Riske por 6/2 e 6/4. A vencedora do jogo enfrentará a croata Petra Martic ou a eslovaca Magdalena Rybarikova nas quartas.

Mais uma vez, o jogo sólido do fundo de quadra de Wozniacki fez a diferença. A dinamarquesa anotou 19 bolas vencedoras e cometeu 21 erros não-forçados, enquanto Kontaveit conseguiu 41 winners, mas deu 54 pontos de graça em erros.

O começo de partida foi amplamente favorável a Kontaveit, que abriu 3/0 apostando em um tênis agressivo diante da dinamarquesa. Mais firme do fundo de quadra, Wozniacki buscou o empate e ainda teve mais duas chances de quebra, mas a falta de uma bola de definição a fez perder as oportunidades.

Kontaveit retomou o domínio das ações no fim do primeiro set, voltando a quebrar e confirmando o saque com autoridade para sair na frente. A estoniana quebrou na abertura da parcial seguinte e vinha mantendo seus serviços, enquanto Wozniacki teve uma importante confirmação de saque no terceiro game.

Quando a jovem de 21 anos liderava por 5/3, ela sequer havia enfrentado break points e perdido apenas sete pontos nos games de saque. Mas Kontaveit perdeu a oportunidade de sacar para o jogo. Wozniacki sofreu uma quebra quando o placar estava empatado por 5/5. Novamente a estoniana sacou para fechar e desperdiçou a chance.

Visivelmente abalada pelas oportunidades perdida, Kontaveit foi amplamente dominada no tiebreak e tomou uma quebra logo de cara no terceiro set. Wozniacki salvou um break point no quarto game e ampliou a vantagem logo depois, ficando em situação confortável para fechar o jogo. A estoniana chegou a salvar um match point em seu serviço, mas não evitou a derrota no game seguinte.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series