Notícias | Dia a dia
Azarenka diz que passou por um 'teste mental'
21/06/2017 às 18h12

A jovem americana Catherine Bellis avança na grama

Foto: Arquivo

Mallorca (Espanha) - A virada obtida a duras penas no seu retorno às quadras foi um 'teste mental', segundo a definição da própria Victoria Azarenka. Seu jogo contra a japonesa Risa Ozaki foi suspenso na terça-feira com placar de 5/4 e saque a favor da adversária no terceiro set, mas a ex-número 1 do mundo conseguiu reagir, levar ao tiebreak e sair com a vitória.

"Foi difícil voltar à quadra naquela situação, mas consegui a quebra para igualar. Era uma situação complicada, mas consegui recuperar a intensidade". Azarenka completou o placar de 6/3, 4/6 e 7/6 (9-7) e não gostou da perda de intensidade. "Comecei bem ontem, mas aos poucos fui caindo de produção. Deixei que ela entrasse mais no jogo e forçasse as trocas".

Azarenka, que anotou 30 winners mas cometeu 41 erros, sabe que precisa melhorar em todos os aspectos e admite não ter se preparado o melhor possível para a volta, que estava anteriormente prevista para agosto. Sua adversária desta quinta-feira é a jovem croata Ana Konjuh.

Já pela segunda rodada em Mallorca, a alemã Julia Goerges atropelou a russa e cabeça 1 Anastasia Pavlyuchenkova, por rápidos 6/1 e 6/2, e enfrentará nas quartas a alemã Sabine Lisicki, que superou a norte-americana Shelby Roger, por 6/3 e 6/4. Já a tcheca Kristyna Pliskova eliminou a veterana Francesca Schiavone, por 6/3 e 7/6 (9-7), e jogará contra a americana Catherine Bellis, vencedora da alemã Mona Barthel, por 4/6, 6/4 e 6/2.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis