Notícias | Outros
Leo Azevedo troca os EUA pela Espanha
21/06/2017 às 17h18

A partir da esquerda, Jordi Vilaro, Leo Azevedo, Francis Roig e Alvaro Margets, da BTT.

Foto: Divulgação

Orlando (Estados Unidos) – Depois de oito anos na USTA (Associação Norte-Americana de Tênis), o técnico brasileiro Leo Azevedo vai trocar os Estados Unidos pela Espanha, em busca de novos desafios. 

Leo assumirá, logo depois de Wimbledon, o cargo de coordenador técnico da Barcelona Total Tennis, a BTT, conceituada academia espanhola, fundada por Francis Roig, um dos técnicos de Rafael Nadal. O técnico brasileiro irá treinar profissionais e juvenis de alto nível. 

O brasileiro foi para a USTA em 2009, convidado por Jose Higueras, e atuou com Lead Head Coach, especializado em jogos no saibro. Ficou no centro da Califórnia por quatro anos e, atualmente, é o diretor do centro da Flórida. Trabalhou com as promessas Kayla Day (campeã do US Open Junior 2016 e 130ª do ranking da WTA), Claire Liu (vice-campeão juvenil de Roland Garros em 2017 e 220ª da WTA). 

Além de Day e Liu, Leo treinou Cici Bellis, inclusive quando, aos 15 anos, ela venceu a eslovaca Dominika Cibulkova, e Amanda Anisimova. Também foi técnico de Taylor Dent, Donald Young, Melaine Oudin, Steve Johnson, Sebastian Korda, entre outros. Leo trabalhou com Higueras por oito anos e diretamente com Ivan Lendl por dois anos. 

“Esses oito anos representaram para mim muito aprendizado e experiências únicas. Trabalhar com o Higueras por oito anos, a quem eu considero um dos três melhores treinadores da história do tênis e que hoje, além da relação profissional, é um amigo e conselheiro, foi sensacional. Trabalhar com o Lendl por dois anos, grande campeão, grande pessoa e um gênio, também só me trouxe coisas boas, além de que me tornei amigo. Aqui tive a chance de trabalhar com o tênis feminino, o que serve de grande aprendizado para me tornar um treinador melhor em todos os aspectos. Conheci uma outra cultura, dentro e fora do tênis, o que é sempre enriquecedor”, destacou Leo. 

Na verdade, Leo está voltando à Espanha. Ele trabalhou por três anos na academia de Juan Carlos Ferrero, de 2003 a 2006. “Estou atrás de novos desafios profissionais e pessoais. Aprendi muito durante esses oito anos na USTA. Mas acredito que será muito bom voltar a morar e trabalhar na Espanha. Sempre fui respeitado lá e é um lugar que eu gosto, tenistica e culturalmente”, afirmou Leo. 

No Brasil, Leo foi técnico de Thomaz Bellucci, quando o tenista despontou na carreira, saindo da 240ª posição do ranking da ATP para a 67ª. Na mesma época, ele foi o treinador da equipe brasileira nas Olimpíadas de Pequim-2008. Flávio Saretta (2007) e Ricardo Mello (2006) também foram treinados por ele.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva