Notícias | Dia a dia
Murray tenta minimizar 'golpe' após novo desastre
20/06/2017 às 18h25

Murray corre risco de perder também o número 1 em Wimbledon

Foto: ATP

Londres (Inglaterra) - Depois de mostrar alguma reação no saibro de Roland Garros, o escocês Andy Murray voltou a colocar dúvidas sobre sua capacidade de reconquistar Wimbledon e manter-se como líder do ranking ao ser batido em dois sets pelo australiano Jordan Thompson, um adversário que sequer havia passado do qualificatório em Queen's e entrou de última hora no torneio.

Murray tentou minimizar o peso que essa derrota pode causar na defesa do título em Wimbledon, que começa dentro de 10 dias. "Foi um golpe duro", admitiu. "Queen's sempre me deu uma ótima preparação em anos anteriores. Quando me saí bem aqui, Wimbledon teve a tendência de ir bem também. Não foi o resultado ideal, claro, mas vários tenistas já chegaram em Wimbledon sem muitos jogos na grama e foram bem. Mas eu definitivamente gostaria de ter jogado mais".

O escocês elogiou Thompson. "Ele se mexe bem e saca firme, são duas coisas importantes a se fazer na grama", elogiou Murray. "Thompson se mostrou rápido e ganhou muitos pontos diretos com o saque. Jogou melhor que eu. O primeiro set foi equilibrado e acho que cometi erros na metade do tiebreak o que o ajudou. Na verdade, não criei muitas chances no segundo set, não devolvi principalmente bem", queixou-se. Esta foi sua primeira derrota na estreia de Queen's desde 2006.

Thompson, por sua vez, estava radiante. Ele jamais havia ganhado uma partida de nível ATP sobre a grama em quatro tentativas anteriores. Entrou de última hora na chave e mostrou tranquilidade, sem permitir um único break-point em todo o primeiro set. Na outra série, ganhou 16 das 19 vezes em que acertou o primeiro saque, totalizando ainda 12 aces na partida.

"Joguei realmente bem", comemorou o jogador de 23 anos e atual 90º do ranking. "Saquei muito bem, ganhei vários pontos rápidos. Nas trocas de bola, me dei oportunidades e cometi poucos erros. Foi um grande dia de trabalho. Venci o número 1 do ranking, um campeão de Grand Slam e ainda por cima na quadra de grama de Queen's onde ele tem sido sem dúvida o melhor".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis