Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Halep e Ostapenko duelam pelo 1º Slam no sábado
09/06/2017 às 20h49

Em caso de título, Halep se tornará a número 1 do mundo

Foto: Arquivo

Paris (França) - A Era Aberta do tênis feminino conhecerá sua 46ª campeã de Grand Slam neste sábado. Ambas em busca do primeiro troféu deste porte, Simona Halep e Jelena Ostapenko duelam a partir das 10h (de Brasília) pelo troféu em Roland Garros. Será um duelo inédito no circuito e a vencedora da partida também será a 11ª jogadora em atividade a ter um troféu de Grand Slam no currículo.

Para Halep, a conquista em Paris vale também a chegada à liderança do ranking mundial, além de coroar sua grande série de torneios no saibro, que teve um título em Madri e um vice-campeoanto em Roma. A atual número 4 chegou a lesionar o tornozelo direito na capital italiana, colocando em risco sua participação em Roland Garros, mas já se dizia mais confiante em sua chegada à França.

A jogadora de 25 anos tenta ser a primeira romena a conquistar um Grand Slam desde o título de Virginia Ruzici em Paris no ano de 1978. Ruzici, aliás, é quem cuida da carreira de Halep atualmente. Ela também tenta ser a primeira atleta de seu país a liderar o ranking, que já teve outras 22 mulheres no topo.

Já Ostapenko certamente terá o melhor ranking da carreira depois das incríveis duas semanas em Paris. Então 47ª colocada, ela irá debutar no top 20. O vice-campeonato a levará ao 18º lugar, enquanto o título a colocaria na 12ª posição.

Ela já fez história para seu país por ser a primeira tenista de Letônia a disputar uma final de Grand Slam, entre homens e mulheres. Até então, o melhor resultado pertencia a Ernests Gulbis, semifinalista em Paris há três anos. Ostapenko é treinada pela espanhola Anabel Medina Garrigues, ex-número 16 e vencedora de 11 títulos de WTA, sendo dez no saibro.

Ainda sem nenhum título na elite do circuito, Ostapenko disputou apenas três finais de WTA em toda a carreira. Ela repetir um feito de Gustavo Kuerten, que nunca havia conquistado um ATP antes de vencer Roland Garros em 8 de junho de 1997. Curiosamente, a data é a mesma do nascimento da letã. Pode ser um bom presságio.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series