Notícias | Dia a dia | Roland Garros
'Venci a tempestade e o furacão', brinca Bacsinszky
06/06/2017 às 18h13

Suíça brincou com o fato de a partida ter sido disputada em condições adversas

Foto: Divulgação

Paris (França) - Orgulhosa por seu desempenho nesta terça-feira, Timea Bacsinszky brincou com o fato de atuar em condições adversas. A suíça enfrentou muito vento em quadra no início do jogo e duas interrupções por chuva antes de vencer a francesa Kristina Mladenovic por duplo 6/4 e se garantir na semifinal de Roland Garros.

"Foi muito difícil jogar hoje porque nós enfrentamos todas as estações do ano no mesmo dia", disse Bacsinszky após a partida. "Tivemos uma tempestade de areia, um furacão e quase tivemos neve também", brincou a suíça.

Ex-top 10 e atual 31ª do ranking, Bacsinszky estará em sua segunda semifinal de Roland Garros, já que também chegou à penúltima rodada em 2015. "Fico muito feliz e orgulhosa, porque foi muito difícil manter minha concentração o tempo todo".

"Durante muitos anos, tem acontecido coisas boas para mim em Roland-Garros. Estou feliz por alcançar minha segunda semifinal aqui. Eu me sinto realmente privilegiada", completou a suíça, que também fez uma boa campanha no ano passado, quando chegou às quartas.

Em busca de um lugar em sua primeira final de Grand Slam na carreira, Bacsinszky enfrentará a letã Jelena Ostapenko na próxima sexta-feira. Curiosamente, o dia 8 de junho, é o aniversário das duas jogadoras, que jamais haviam duelado pelo circuito.

"É muito engraçado, acho isso muito legal. Sorte dela que é bem mais nova do que eu", disse a suíça que irá completar 28 anos, enquanto Ostapenko vai comemorar o 20º aniversário. "Mas talvez, a sorte seja minha que sou mais experiente".

Ainda que jamais tenha enfrentado Ostapenko, Bacsinszky lembra que já jogou duplas com a letã e sabe o que esperar da partida. "Ela é engraçada, jovem e corajosa. Sei que o jogo não será um mar de rosas".

Superada pela suíça, Mladenovic parabenizou a rival por se adaptar bem às condições e não escondeu a instatisfação com seu próprio desempenho. "Ela [Bacsinszky] conseguiu jogar melhor do que eu. Talvez seu jogo se adapte melhor à essas condições, mas sinto também que estou muito longe do nível de jogo que eu poderia ter apresentado.

 

Comentários
Faberg
Roland Garros Series