Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Bia fura o quali em Paris e vai debutar em Slam 
26/05/2017 às 11h51

Bia vai disputar seu primeiro Grand Slam

Foto: Arquivo

Paris (França) - Depois de quatro tentativas frustradas, enfim a paulista Beatriz Haddad Maia conseguiu furar um quali de Grand Slam e assim irá debutar neste nível de torneio. Sua estreia acontecerá no saibro de Roland Garros, onde venceu a última partida do classificatório nesta sexta-feira. 

O último obstáculo no caminho da canhota paulista foi a suíça Jil Teichmann, 153ª do mundo, que não resistiu e foi superada em sets diretos, com parciais de 6/2 e 7/6 (8-6), após 1h55 de confronto. Bia bateu a rival pela segunda vez, repetindo o feito de semanas atrás na final de Cagnes-sur-Mer, sendo que havia perdido uma em São Paulo, no ano passado. 

Cabeça de chave número 3 no classificatório, a paulista terminou sua campanha no qualificatório sem perder um set. Ela começou superando a espanhola Silvia Soler, atual 146 do mundo, depois encarou a croata Jana Fett, 186ª da WTA, contra quem deixou apenas dois games, para por fim medir forças com Teichmann, em duelo que lhe valeu a vaga na chave principal. 

A partida desta sexta começou com três quebras seguidas e a paulista acabou levando a melhor, saindo com 2/1 e saque para cima de Teichmann. Bastou então que Bia administrasse até o fim a vantagem, que foi ampliada com um novo break para a brasileira, no sétimo game, sacando em seguida para faturar a parcial inicia. 

O segundo set foi nervoso, repleto de quebras e com uma decisão vindo no detalhe. Bia anotou a primeira quebra e chegou a abrir 2/0, mas depois disso houve uma sucessão de breaks, com quatro para a suíça e três para a brasileira, que chegou a servir em 5/4 para o jogo. Após a sequência de sete games sem a sacadora prevalecer, Teichmann enfim confirmou, fez 6/5 e jogou a pressão para o outro lado. 

Bia conseguiu também voltar a fazer um game de serviço, sobreviveu e levou a disputa para o tiebreak. A suíça saiu na frente e chegou a abrir 4-1, foi então que a número 1 do Brasil venceu quatro pontos seguidos e tomar a frente. Ela perdeu o primeiro match-point que teve, no saque da rival, mas na segunda oportunidade, agora com o serviço, fechou o jogo.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series