Notícias | Dia a dia
Bia sai do top 100, mas leva apoio financeiro da ITF
22/05/2017 às 10h30

Bia vai disputar o quali de Roland Garros nesta semana

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - A segunda-feira foi de sensações opostas para a paulista Beatriz Haddad Maia, que começou o dia saindo do top 100. Ela poderia até ganhar uma colocação e subir para o 99º lugar, mas acabou ultrapassada pela paraguaia Veronica Cepede Royg e pela tcheca Marketa Vondrousova e caiu do 100º para o 101º posto. 

Em contrapartida, a número 1 do Brasil recebeu uma ótima notícia da Federação Internacional de Tênis. Bia aparece em uma lista com 14 promissores nomes do tênis mundial que receberá apoio da ITF através do Fundo de Desenvolvimento dos Grand Slam, que dará US$ 50 mil à paulista durante o ano de 2017, para ajudá-la nas despesas durante as competições da temporada. 

Este programa da ITF serve para ajudar a desenvolver o tênis em países com menor tradição na modalidade, ajudando os jovens jogadores escolhidos a conseguir vaga nos Grand Slam. A escolha se dá através de uma série de fatores, que leva em conta a idade, o ranking, a região do atleta e o potencial que este tem. 

São seis meninas e seis garotos os escolhidos para receber a ajuda de US$ 50 mil. Além de Bia aparecem na lista o chileno Christian Garin, o sul-africano Lloyd Harris, o bielorrusso Ilya Ivashka, o uzbeque Jurabek Karimov, o sul-coreano Duckhee Lee, o sueco Elias Ymer, a tunisiana Ons Jabeur, a sueca Rebecca Peterson, a uzbeque Sabina Sharipova, a búlgara Viktoriya Tomova e a mexicana Renata Zarazua. 

Outros dois nomes, a papuásia Abigail Tere-Apisah e o neozelandês Jose Statham, que levarão US$ 25 mil por serem os jogadores de melhor ranking da região do Pacífico, garantindo a jogadores de todo o globo algum tipo de ajuda.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis