Notícias | Dia a dia
Após vice, Djokovic anuncia Agassi como técnico
21/05/2017 às 17h09

Djokovic praticamente não teve chances na final de Roma

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - Acabou a especulação sobre quem o sérvio Novak Djokovic iria escolher como treinador após ele mandar embora quase toda equipe. Depois da derrota na final do Masters 1000 de Roma, o número 2 do mundo revelou que acertou mesmo com o norte-americano Andre Agassi, com quem trabalhará já na preparação para Roland Garros. 

"Falei com Andre por telefone nestas últimas semana e decidimos nos unir em Paris. Então será lá que começaremos. Agora é ver o que o futuro irá nos trazer", declarou o sérvio, que após passar por um período bastante irregular parece ter recobrado o bom tênis nas últimas semanas, fazendo semi em Madri e final em Roma. 

Djokovic deverá chegar a Roland Garros com ânimo duplamente renovado, primeiro pelas boas campanhas e depois pela novidade no time. "Nós dois estamos empolgados de trabalharmos juntos e ver no que dá. Não temos nada acordado para longo prazo, vamos tentar primeiro nos conhecermos melhor em Paris", afirmou. 

"Não ficaremos juntos o torneio inteiro. Ele estará comigo apenas durante um período e depois nós vamos ver o que faremos para o futuro", complementou o atual vice-líder do ranking, que na corrida da temporada dará um salto de nove posições após a campanha no Foro Itálico, indo para o sétimo lugar. 

"Andre é um cara pelo qual tenho enorme respeito, como pessoa e como jogador. Ele já passou por tudo que estou vivendo, entende muito bem do jogo que acontece dentro de quadra e também é um cara que tem a família como um importante valor. Adorei as conversas que tivemos, ele é muito humilde e educado, com certeza vai contribuir bastante", observou Djokovic.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva