Notícias | Dia a dia
Para Nadal, é normal que Federer não jogue em RG
17/05/2017 às 15h21

Para o espanhol, decisão do suíço é compreensível

Foto: Arquivo

Roma (Itália) - Após a confirmação de que Roger Federer não disputará Roland Garros, priorizando os torneios na grama e piso duro, Rafael Nadal considera compreensível a decisão tomada pelo suíço. O espanhol destaca que o rival não participou de nenhum torneio no saibro nesta temporada e que estranho seria se Federer fosse a Paris.

Se ele não jogou nenhum torneio antes de Roland Garros é normal que ele também não vá jogar jogar lá", disse Nadal. "Ele provavelmente já havia decidido isso antes, mas não quis anunciar até então".

"Pensando de uma maneira lógica, é estranho que uma pessoa não jogue nenhum torneio no saibro e queira jogar o mais importante, em melhor de cinco sets. Não me parece uma decisão lógica. Então, é normal que ele decida não jogar lá, já que não esteve em nenhum outro torneio antes", avalia.

Questionado sobre a decisão do rival de pular todos os torneios no saibro, o que era mais comum em décadas anteriores, Nadal comentou no modelo atual do ranking a escolha não é indicada para a maioria dos jogadores. "O ranking de antes era diferente do de hoje, então é muito difícil pular todos os torneios".

"Antes já havia a questão de considerar os 18 melhores resultados, mas os jogadores tentavam consegui-los jogando o maior número de torneios possíveis em seus pisos favoritos. Agora, isso não é melhor maneira possível, porque quando você deixa de jogar um Grand Slam ou Masters 1000, fica com zero pontos naquele torneio", comentou.

"É verdade que o Roger está em um momento da carreira em que ele pode fazer isso, ainda mais porque ele jogou muito bem no começo do ano. Enão ele pode fazer isso, mas sei que para a maioria não é a situação ideal".

Em sua estreia em Roma, Nadal disputou apenas três games contra Nicolas Almagro, que abandonou a partida após 24 minutos por lesão no joelho esquerdo. "Não sei exatamente o que aconteceu com Nico e acho que vai demorar alguns dias para descobrir exatamente o que houve. Pelo que ouvi, é algo no joelho".

Vindo de 16 vitórias seguidas no saibro e amplo favorito para Roland Garros, Nadal só quer pensar no próximo jogo. Ele enfrentará o americano Jack Sock, que venceu o tcheco Jiri Vesely por 6/4, 3/6 e 7/6 (7-1). "Eu não quero pensar sobre Paris e ou sobre meus possíveis rivais. Amanhã vou jogar contra o Sock e este é atualmente o meu único pensamento".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva