Notícias | Dia a dia
Sorgi vence 10 games seguidos e decide challenger
06/05/2017 às 17h11

Aos 23 anos, Sorgi disputará uma final de challenger pela primeira vez e terá o melhor ranking da carreira

Foto: Divulgação

Savannah (EUA) - O paulista João Pedro Sorgi conseguiu a quarta vitória seguida na semana e está em sua primeira final de challenger. Ele avançou no torneio de US$ 75 mil disputado no saibro americano de Savannah ao derrotar o irlandês James McGee por 4/6, 6/3 e 6/0 em 1h54 de partida neste sábado.

A melhor campanha da carreira do paulista de 23 anos também o levará ao seu ponto mais alto no ranking. Atual 342º colocado, ele recebe 48 pontos e se aproxima do 270º lugar. Se for campeão, levará 80 pontos e ficará pela primeira vez entre os 250 melhores do mundo.

O adversário de Sorgi na final marcada para às 16h (de Brasília) deste domingo é o norte-americano Tennys Sandgren, jogador de 25 anos e 134º colocado e que recebeu na última sexta-feira o convite da USTA para a chave principal de Roland Garros. Ele venceu o jovem compatriota Tommy Paul, de 19 anos e 393º do ranking, por 4/6, 6/3 e 7/6 (7-5).

Por duas vezes, Sorgi esteve com uma quebra de vantagem no set inicial e permitiu o empate de imediato. O paulista voltaria a perder o saque no décimo game e viu o rival fechar o primeiro set. McGee largou com 2/0 no segundo set e chegou a liderar por 3/2. Mas depois disso, o irlandês não fez mais games. Sorgi venceu os últimos quatro daquela parcial e ainda aplicou um 'pneu' no set decisivo.

Curiosamente, o terceiro set foi o que o paulista teve menor percentual de acerto de saque. Ele colocou apenas 58% de primeiros serviços em quadra, contra 68% no set inicial e 74% na parcial seguinte. Entretanto, Sorgi venceu nove dos onze pontos jogados com o primeiro serviço e cedeu somente seis pontos nos games de serviço, terminando a parcial sem enfrentar break points.

Por sua vez, McGee venceu apenas nove dos 24 pontos jogados com o próprio saque durante o último set, permitindo que o paulista criasse oportunidades de quebra em todos os games de serviço do rival e aproveitasse as chances.

Fabiano é vice - O carioca Fabiano de Paula ficou com o vice-campeonato no future de US$ 25 mil no piso duro de Abuja, na Nigéria. Neste sábado, ele foi superado pelo canadense Brayden Schnur com parciais de 7/6 (7-2) e 6/4. Esta foi a 15ª final de future na carreira de Fabiano, que tentava o oitavo título deste porte aos 28 anos. Na última sexta-feira, ele já havia conquistado o torneio de duplas em Abuja, ao lado do também carioca Fernando Romboli.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva