Notícias | Dia a dia
Jogando em casa, Zverev alcança sua quinta final
06/05/2017 às 13h27

Zverev tenta se tornar o sexto alemão a vencer o tradicional torneio

Foto: Divulgação

Munique (Alemanha) - Anfitrião no saibro de Munique, Alexander Zverev disputará sua quinta final de ATP. O alemão de 20 anos garantiu vaga na decisão do ATP 250 local após a vitória por duplo 7/5 contra o espanhol Roberto Bautista Agut.

Atual número 20 do mundo, Zverev lutará por seu terceiro título na elite do circuito, sendo o segundo na temporada. Até agora, as únicas conquistas do alemão aconteceram em quadras duras e cobertas, no ano passado em São Petersburgo e este ano em Montpellier.

Mesmo sem defender pontos nesta semana, o jovem alemão vai permanecendo no 20º lugar do ranking. Se for campeão, ele pode ganhar mais três posições e ter o melhor ranking da carreira. Zverev também tenta se tornar o sexto jogador da casa a conquistar o título em Munique desde 1974.

Entre os germânicos que já triunfaram no saibro de Munique, destaque para Philipp Kohlschreiber que foi campeão em 2007, 2012 e 2016. Tommy Haas conquistou o torneio em 2013, Michael Stich venceu em 1994, Rolf Gehring triunfou em 1980 e Jurgen Fassbender venceu a edição inaugural.

A disputa do outro lado da chave começou mais cedo neste sábado. Isso porque Hyeon Chung e Martin Klizan precisam completar o duelo das quartas que foi suspenso por falta de luz natural na última sexta-feira. O sul-coreano Chung não perdeu tempo e venceu os três games de que precisava para vencer o eslovaco por 6/4, 3/6 e 6/2.

O asiático de apenas 20 anos e 78º do ranking voltou à quadra para enfrentar o canhoto argentino Guido Pella e esteve a dois pontos de vencer em sets diretos, mas permitiu a virada a Pella com parciais de 4/6, 7/5 e 6/4 em 2h39 de partida.

Aos 26 anos, Pella disputará uma final de ATP pela segunda vez na carreira. Ex-número 39, o argentino atualmente ocupa apenas o 158º lugar e foi derrotado na única vez que enfrentou Zverev, no challenger alemão de Heilbronn há duas temporadas.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis