Notícias | Dia a dia
Bellucci vence a primeira em challenger americano
15/03/2017 às 18h12

Bellucci enfrentou vinte break points no jogo e salvou 17 deles

Foto: Tessa Kolodny/Moodswings

Irving (EUA) - Em sua estreia no challenger americano de US$ 150 mil no piso duro de Irving, no Texas, Thomaz Bellucci venceu o tcheco Lukas Rosol por 6/3, 5/7 e 6/4 em 2h09 de partida. Foi sua terceira vitória em quatro jogos contra Rosol, sendo que o paulista também venceu os dois jogos de nível ATP.

Número 1 do Brasil e 71º do mundo, Bellucci terá nas oitavas um duelo inédito contra o britânico Aljaz Bedene, que é 105º do ranking e derrotou o 38º colocado italiano Paolo Lorenzi por 6/4 e 7/6 (7-5). "O Bedene tem bons golpes de fundo. É um jogador menos agressivo que o Rosol, mas que também comete menos erros", observou Bellucci.

Chama atenção o aproveitamento de Bellucci quando teve que enfrentar break points. O número 1 do Brasil teve o saque ameçado em vinte ocasiões durante a partida, 14 delas no segundo set, e se salvou em 17 oportunidades.

"Fiz um bom jogo hoje, consegui me manter firme durante toda a partida e cometi poucos erros. Ele (Rosol) é um jogador bastante agressivo, então precisei estar preparado para me defender da melhor forma possível", avaliou o canhoto paulista.

O set inicial teve apenas uma quebra, obtida por Bellucci ainda no sexto game. Foi a primeira chance que o brasileiro teve, logo depois de ter levantado um 0-40 no game anterior. O canhoto paulista chegou a ter dois set points no serviço do adversário, mas só definiu a parcial com o próprio saque.

Bellucci enfrentou break points em todos os seus games de saque na segunda parcial e viu Rosol largar com 3/0 de vantagem. O paulista buscou o empate no oitavo game e salvou um set point quando perdia por 5/4 ao combinar um bom saque aberto com winner de forehand. Entretanto, uma dupla-falta e um erro com o backhand dois games mais tarde custaram-lhe o set.

Com uma quebra na abertura do terceiro, Bellucci largou em vantagem, mas chegou a perder três games seguidos para Rosol. Com o placar empatado por 4/4, o paulista voltou à frente com sua quarta quebra no jogo. Depois de perder duas chances de fechar a partida, o número 1 do Brasil disparou seu 12º ace para salvar o vigésimo break point que enfrentou e definiu a vitória dois pontos mais tarde.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis