Notícias | Dia a dia
Chave de IW muda para Pliskova, Cibulkova e Keys
08/03/2017 às 13h44

Pliskova passa a ocupar o lugar que era de Serena em um dos extremos da chave

Foto: Arquivo

Indian Wells (EUA) - Com a desistência de Serena Williams de Indian Wells, a chave principal do WTA Premier que começa nesta quarta-feira passou por algumas mudanças para que seja mantido o equilíbrio entre as 32 cabeças de chave do torneio.

A posição que era ocupada por Serena após o sorteio ficou com a cabeça 3 Karolina Pliskova, de modo que as duas principais cabeças de chave, Pliskova e a alemã Angelique Kerber fiquem nos dois extremos do quadro. A tcheca passa a esperar pela porto-riquenha Monica Puig ou a convidada Danielle Collins.

Outra atleta que mudou de aversária é Dominika Cibulkova. Cabeça de chave número 5, a eslovaca foi para o lugar que antes era ocupado por Pliskova para que as quatro jogadoras mais bem colocadas no torneio ocupem quadrantes distintos. A eslovaca espera pela letã Jelena Ostapenko ou a montenegrina Danka Kovinic.

A nona favorita Madison Keys continuou no mesmo quadrante em que estava, mas foi para um dos extremos dele, onde antes estava Cibulkova e só pode enfrentar a cabeça 4 Simona Halep nas quartas de final. A americana de 21 anos passa a esperar por duas rivais vindas do quali, a colombiana Mariana Duque Marino ou a romena Patricia Tig.

Como há mudanças de hierarquia no sorteio do 12º para o 13º lugar, do 16º para o 17º e também do 24º para o 25º, as cabeaças 13, 17 e 25 -que são Caroline Wozniacki, Barbora Strycova e Timea Babos- também mudaram de lugar na chave principal de Indian Wells.

A desistência de Serena e todas as mudanças citadas acima possibilitaram que a russa Daria Kasatkina passasse a ser cabeça de chave. A russa de 19 anos é cabeça 33 do torneio e não precisa mais jogar a primeira rodada. Ela espera pelo jogo entre Krystina Pliskova e Bethanie Mattek-Sands, ocupando espaço que antes estava com Babos.

Outra jogadora beneficiada é a russa Evgeniya Rodina, que entrou na chave como lucky-loser, depois de ter perdido na rodada final do qualificatório para a alemã Mona Barthel. Rodina passa enfrentar a americana Christina McHale.

Lembrando remanejamento entre as cabeças de chave só acontece porque o sorteio já havia sido feito quando Serena desistiu do torneio, mas nenhuma partida da chave principal tinha sido disputada. Caso o torneio já tivesse começado quando Serena anunciou sua saída, não haveria cabeça 33 e uma lucky-loser ficaria exatamente na posição ocupada pela americana. Já se a número 1 do mundo desistisse antes do sorteio, Kerber seria cabeça 1 e uma alternate entraria direto.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis