Notícias | Dia a dia
Promessa australiana joga primeira final de WTA
04/03/2017 às 10h37

Ashleigh Barty foi número 2 do ranking juvenil e chegou a abandonar o tênis com 18 anos

Foto: Divulgação

Kuala Lumpur (Malásia) - Pela primeira vez em sua carreira profissional, a australiana Ashleigh Barty disputará uma final de simples na WTA. A jovem jogadora de 20 anos garantiu vaga na decião em Kuala Lumpur após derrotar a chinesa Xinyun Han por 6/3 e 7/5 neste sábado.

Atualmente ocupando o 158º lugar, Barty certamente terá o melhor ranking da carreira. Os 180 pontos conquistados por ter chegado à final e os outros 18 referentes às duas vitórias do quali a farão superar o 129º lugar alcançado em 2013 e a aproximam do top 100.

Ex-número 2 do ranking juvenil e campeã de Wimbledon na categoria com apenas 15 anos em 2011, Barty fez uma pausa na carreira após o US Open de 2014 e tentou a sorte no críquete, chegando a jogar profissionalmente em seu país. Ela tentou voltar ao tênis no ano passado e entrou em alguns ITF de duplas, mas lesionou o braço direito e só pôde efetivamente voltar ao circuito de WTA no início deste ano.

A jovem australiana também é finalista do torneio de duplas, ao lado da compatriota Casey Dellacqua. A parceria que possui dois títulos no circuito e foi finalista de três Grand Slam em 2013 (Australian Open, Wimbledon e US Open). Elas podem enfrentar as russas Natela Dzalamidze e Veronika Kudermetova ou a americana Nicole Melichar e a japonesa Makoto Ninomiya.

A adversária de Barty na final de simples é a japonesa de 22 anos Nao Hibino, 106ª do ranking, que derrotou a polonesa Magda Linette por 2/6, 6/4 e 6/4. Hibino, que já foi 56ª do mundo há pouco mais de um ano, possui um título e um vice-campeonato no circuito, obtidos nas duas últimas edições do WTA de Tashkent.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva