Notícias | Dia a dia | Rio Open
'É a melhor sensação', festeja o campeão Thiem
26/02/2017 às 22h05

Thiem gostou do tênis que apresentou, principalmente na semi e na final

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - A semana do austríaco Dominic Thiem não poderia terminar de melhor forma do que com o título do Rio Open. Mesmo deixando o torneio sem perder um set sequer, ele afirmou que sua caminhada não foi tão fácil, principalmente no começo com a difícil adaptação das quadras duras e cobertas de Roterdã ao saibro descoberto carioca.

"Estou muito bem e feliz, é a melhor sensação que alguém pode ter vencer um título. Venci grandes partidas, principalmente as das semifinais e finais", afirmou o austríaco, que mesmo com a conquista vai perder uma colocação no ranking, indo do oitavo para o nono lugar. "Fico no top 10, o que é muito importante, mas ainda tenho semanas duras pela frente", observou. 

O próximo compromisso de Thiem será o ATP 500 de Acapulco, novamente passando por uma mudança de piso. Só que isso parece não o afligir. "Fiz o mesmo no ano passado e se for igual desta vez não vejo grande problema, pois a quadra lá é mais lenta e com o quique mais alto. Não é fácil esta troca, mas espero fazer bonito de novo e estarei com a confiança em alta".

Sobre a final do Rio Open, apesar da vitória em sets diretos, Thiem não viu a partida nas suas mãos. "Acho que o jogo estava aberto e só ficou mais para mim quando fiz 4/2 no segundo, mas ele nunca baixou seu nível e sempre foi difícil", comentou o austríaco, que revelou não ter tido tempo de fazer nada além de ir para o clube treinar e para o hotel descansar. 

"A semana foi bem ocupada para mim, tive jogos quase todos os dias e basicamente só ia do clube para o hotel", contou o tenista de 23 anos, que tem como sonho vencer Roland Garros, mas sabe que ainda tem muito a fazer antes disse. "No ano passado joguei bem, mas enfrentei Djokovic e nunca o vi jogando tão bem. Vou me preparar o máximo que der", finalizou.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series