Notícias | Dia a dia | Rio Open
Thiem: 'Circuito está com muitas quadras duras'
24/02/2017 às 20h40

Thiem acertou seu primeiro gran willy da carreira

Foto: João Pires/Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - Semifinalista pelo segundo ano consecutivo no Rio Open, o austríaco Dominic Thiem comemorou o bom desempenho no torneio. Cabeça de chave número 2 no ATP 500 carioca, ele disse estar bem adaptado depois de chegar em cima da hora e vindo do sintético coberto de Roterdã.

"Estou me sentindo muito bem, e já estou adaptado ao horário daqui. A partida foi dura, embora no começo ele tenha me dado um break. Apesar do resultado, o jogo foi mais duro do que o placar demonstrou", observou o austríaco, que começou o jogo quebrando o argentino Diego Schwartzman e acabou vencendo em dois sets. 

"Fico muito feliz de estar de volta ao saibro, é muito bom estar neste piso de novo. Além disso estou em uma boa semana aqui", comentou Thiem, que falou sobre a possibilidade de mudança de piso do Rio Open, saindo do saibro para o sintético.

O austríaco disse preferir a terra batida, mas não defendeu a superfície com tanta ênfase. "Acho que para o Rio não muda se é no saibro ou na quadra dura, pois o torneio continua aqui. Só que o circuito esta cada vez com mais quadras duras. Não sei bem o que dizer, gosto de jogar nelas, mas gosto do saibro e acredito que este piso é melhor", opinou. 

Nas semifinais ele vai medir forças com o espanhol Albert Ramos, que venceu Thiem no ATP de Chengdu. "Sua superfície favorita também é o saibro e ele está em seu melhor ranking, jogando muito sólido. Espero um jogo duro, mas agora já estou 100% descansado", afirmou o austríaco de 23 anos e atual 8 do mundo.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series