Notícias | Dia a dia | Rio Open
Monteiro vence Bellucci e terá seu melhor ranking
24/02/2017 às 00h50

Monteiro obtém melhor resultado de sua carreira no Rio

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - No primeiro duelo oficial entre os dois canhotos do tênis brasileiro, deu Thiago Monteiro. O cearense avançou na madrugada desta sexta-feira para as quartas de final do Rio Open, ao anotar o placar de 7/6 (10-8 no tiebreak), 3/6 e 6/3.

Com nova grande vitória, Monteiro terá o mais alto ranking de sua carreira, indo pelo menos ao 75º posto e superando a marca anterior que foi o 80º. Este também é o maior resultado de sua carreira, já que as outras três vezes em que atingiu as quartas foram em eventos de nível 250, incluindo Buenos Aires da semana passada.

Na sexta-feira, Thiago enfrentará a surpresa do torneio até agora, o norueguês Casper Ruud, convidado da organização. O tenista de apenas 18 anos ganhou uma partida duríssima diante do espanhol Roberto Carballes, com parciais de 6/7 (4-7), 6/4 e 7/6 (7-3), após 2h45. Ex-líder do ranking juvenil, ele ocupa o 208º posto entre os profissionais.

O primeiro set entre os brasileiros foi equilibrado porém com altos e baixos dos dois lados. Monteiro abriu 3/0, mas caiu de intensidade e permitiu a reação. Bellucci forçou sempre o jogo, com ótimos forehands mas também erros bobos. Os dois mantiveram os serviços até o tiebreak e aí novamente se alternaram. Monteiro fez 4-2, perdeu quatro pontos seguidos e deu dois set-points a Bellucci, que não aproveitou. O cearense se saiu melhor nos três últimos pontos e foi especialmente feliz na hora de concluir, com bolas forçadas e precisas.

Bellucci não mudou o plano de jogo e continuou forçando. Deixou escapar um break-point no começo do segundo set, mas com todo mérito de Monteiro que sacou com grande qualidade, e por fim se aproveitou do único momento em que o adversário não colocou o primeiro saque em quebra. Forçou a devolução, obteve a quebra e fechou em seguida com pesadíssimos forehands.

Depois de um game duro na abertura do terceiro set, Monteiro se favoreceu de um descontrole aparente do paulista após uma marcação duvidosa. Ele pouco fez até Monteiro abrir 3/0, pedindo atendimento para a perna esquerda. Voltou para o jogo, tentou forçar o tempo inteiro, mas Monteiro não se afobou, se aplicou nos games de serviço e concluiu a tarefa com ace e com louvor.

Bellucci não se dá mesmo com o Rio Open. Ele foi às quartas em 2014 e depois caiu na estreia em duas edições consecutivas. Neste ano, tirou o número 5 do ranking Kei Nishikori na estreia, mas não embalou. Ele segue agora para o Brasil Open, onde não será cabeça de chave.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series