Notícias | Dia a dia | Rio Open
Guga elogia Bellucci e torce por título brasileiro
23/02/2017 às 07h00

Monteiro e Bellucci se enfrentam na noite desta quinta

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - Presença de luxo na quarta-feira do Rio Open, o catarinense Gustavo Kuerten não deixou de comentar sobre a partida mais esperada do dia seguinte para o público brasileiro: o duelo que colocará frente a frente o paulista Thomaz Bellucci e o cearense Thiago Monteiro, por volta das 20h30 (horário de Brasília).

Guga lembrou das vezes que encarou Fernando Meligeni e lamentou o fato de dois brasileiros se cruzarem tão cedo. "São episódios anormais, mas esporadicamente acontecem. Acho que temos que habituar a isso. Vejo pelo lado positivo que é ter um brasileiro já nas quartas de final e poder ter a chance de que ele siga então até a final e quem sabe até beliscar um título", disse. 

O ex-número 1 do mundo destacou a diferença que foram as vitórias dos dois brasileiros na primeira rodada, com Bellucci superando o japonês Kei Nishikori, top 5 e principal favorito ao título, e Monteiro precisando de uma virada para eliminar o português Gastão Elias.

"Thiago, ele teve uma estreia diferente, entrou com a expectativa lá em cima por causa do que fez no ano passado e conseguiu lidar bem com isso", afirmou Guga, lembrando da surpreendente vitória que o canhoto de Fortaleza obteve na primeira rodada do Rio Open de 2016, superando o francês Jo-Wilfried Tsonga. 

Os principais elogios de Guga ficaram para o atual número 1 do Brasil, que para ele não surpreendeu tanto assim ao vencer seu jogo de estreia. "Bellucci ganhar do Nishikori no Brasil não é uma surpresa, ele é um cara perigoso e os outros não querem pegá-lo numa primeira rodada. Ninguém quer enfrentar alguém que pode fazer um 6/0 no Djokovic em 20 minutos", analisou.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series