Notícias | Dia a dia | Rio Open
Monteiro destaca importância da torcida na virada
21/02/2017 às 22h37

Monteiro vai encarar Bellucci na segunda rodada

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - A estreia do cearense Thiago Monteiro no Rio Open acabou com festa e mai uma vitória, mas não foi assim desde o começo. Ele perdeu o primeiro set para o português Gastão Elias, mas depois conseguiu se recuperar e virou a partida. O apoio da torcida foi destacado como um dos fatores que o ajudou nesta recuperação.

"Fico feliz de poder ter esse apoio do público, com certeza a torcida contribui para que eu seguisse forte no jogo e desse meu melhor", analisou o canhoto de Fortaleza, que terá pela frente o paulista Thomaz Bellucci, seu parceiro de treinos. "Vou trabalhar para estar no meu melhor jogo na próxima quinta-feira", falou Monteiro. 

Responsável pela eliminação do francês Jo-Wilfried Tsonga no ano passado, Monteiro comentou sobre a diferença entre as duas estreias no Rio. "Não entrei tão solto como da última vez, mas busquei não me pressionar. Quando você entra na quadra bate um frio na barriga e você tem que lidar com isso para depois achar o seu melhor", analisou.

"Não comecei tão bem e isso me custou o primeiro set. Fui entrar na partida mesmo no final do primeiro set para frente. Ele sacou bem no começo, mas depois consegui melhorar na devolução", complementou Monteiro, que destacou o nono game do segundo set como um momento importante na construção da virada. 

"Tive um momento delicado no segundo set, sacado em 0-30, mas tive bons saque e salvei o game. No tiebreak joguei mais com o segundo saque, mas fui mais agressivo com ele", observou o cearense, que trocou de raquete antes da temporada e garante já estar bem adaptado à novidade. "A raquete é bem parecida com a que eu jogava, já estou bem adaptada com ela. Qualquer derrota que aconteceu não foi por causa dela", finalizou.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series