Notícias | Dia a dia | Rio Open
Rogerinho lamenta não ter se encontrado no jogo
21/02/2017 às 01h09

Rogerinho não passou da estreia no Rio Open

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - Eliminado logo em sua estreia no Rio Open, o paulista Rogério Silva não ficou nada contente com o que apresentou em quadra. Ele lamentou principalmente não ter conseguido encontrar o seu jogo no duelo com o norueguês Casper Rudd, de apenas 18 anos, que anotou sua primeira vitória em torneios da ATP.

"Primeira rodada é sempre difícil, você está um pouco perdido em quadra ainda. Hoje não consegui entrar no jogo e quando parecia que eu iria me encontrar eu não conseguia. Talvez e eu tivesse conseguido entrar mais no jogo poderia ter saído com a vitória. Não consegui jogar bem ainda neste torneio e isso me deixou chateado", analisou. 

Rogerinho disse que teve dificuldade em conseguir sentir o ritmo da partida. "Em nenhum momento senti que entrei no jogo. Sou um cara que joga mais na consistência e não me senti confortável, o que me deixou ainda mais chateado", afirmou o paulista, que até tentou se motivar em alguns lances, mas não teve grande sucesso.

"Queria dar algo mais para tentar empolgar a torcida, mas não consegui e ficou apenas no gostinho que não veio. Ele sacou bem e eu não consegui me encontrar nos pontos", comentou Rogerinho. "Hoje em dia o tênis está muito parelho, o cara está 200 do mundo e é dureza. É normal você perder para um cara assim", acrescentou. 

Apesar da derrota e do desempenho apresentado em seu primeiro e único jogo desta edição do Rio Open, Rogerinho não deixa o torneio de cabeça baixa e tampouco com um tom pessimista. "Acho que venho jogando em um bom nível", encerrou o brasileiro.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series