Notícias | Dia a dia
Promessa norte-americana quer se firmar em 2017
23/12/2016 às 10h36

Mmoh é o quarto melhor sub-19 no ranking da ATP

Foto: Arquivo

Brandenton (EUA) - Desde que se tornou profissional, no começo deste ano, Michael Mmoh teve vários bons momentos, sendo dois deles ainda como juvenil, alcançando as semifinais no Australian Open e em Roland Garros. Além disso, ele teve a oportunidade de treinar com um dos melhores do circuito, o sérvio Novak Djokovic.

Com apenas 18 anos, Mmoh já teve oportunidades em torneios de peso em 2016, jogou primeiro o ATP 250 de Memphis, depois de furar o quali, e entrou nas chaves dos Masters 1000 de Miami e Indian Wells graças a convites das organizações. Ele espera colher frutos maiores ainda já na próxima temporada. 

"Não há nada que não possamos fazer", afirma o jovem norte-americano, considerado uma das promessas do tênis local ao lado de nomes como Taylor Fritz, Reilly Opelka, Tommy Paul e Frances Tiafoe. Atualmente, Mmoh é o 197 do mundo e o quarto melhor na faixa sub-19.

A história de Mmoh é curiosa, ele nasceu na Arábia Saudita, onde o pai Tony estrava trabalhando como treinador da federação local e conheceu sua mãe, Geraldine O'Reilly, que deixou a Irlanda para trabalhar como enfermeira em um hospital no país árabe. 

Tony é original de Lagos, maior cidade nigeriana, e aprendeu a jogar tênis com o tio em um clube local. Mais tarde, os pais de Michael se mudaram para Washington e ele acabou indo parar na prestigiosa IMG Academy, em Brandenton, na Flórida.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva