fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Diego Schwartzman, Carlos Berlocq Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Diego Schwartzman, Carlos Berlocq Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Diego Schwartzman, Carlos Berlocq tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/1119_montevideu_festeja_nochao_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/1119_montevideu_festeja_nochao_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Rogerinho arrasa chileno, decide e é top 100
19/11/2016 às 22h20
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/1119_montevideu_festeja_nochao_int.jpg" title="Rogerinho será terceiro brasileiro entre os top 100" />

Rogerinho será terceiro brasileiro entre os top 100

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Montevidéu (Uruguai) - A tática de descansar durante a semana passada em Bogotá e guardar forças para o saibro uruguaio foi perfeita. Rogério Silva recuperou a força e está em mais uma decisão de nível challenger da temporada, desta vez no challenger de US$ 50 mil de Montevidéu.

A vitória tranquila sobre o chileno Christian Gari - campeão juvenil de Roland Garros e hoje orientado por Toni Nadal -, com placar de 6/2 e 6/2, valeu também ao paulista de 32 anos o retorno ao top 100 do ranking internacional. Com os pontos já somados no torneio, ele reaparecerá no 99º posto nesta segunda-feira.

O adversário de Rogerinho será o perigoso argentino Diego Schwartzman, número 58 do mundo nesta semana, que se favoreceu da contusão do compatriota Carlos Berlocq e avançou para a final quando viu o adversário abandonar já com placar de 6/1 e 4/1.

Além do top 100, Rogerinho fica muito perto de conquistar vaga direta no Australian Open, já que haverá apenas mais uma semana com torneios challenger. A forma mais clara de garantir seu lugar é conquistar o torneio. Se o fizer, estará pelo menos entre os 95 mais bem classificados ao final da temporada.

Ele e Schwartzman já fizeram seis duelos, sempre em nível challenger, com três vitórias para cada lado. Neste ano, jogaram na final de Barranquilla e o argentino marcou 6/4 e 6/1.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
HandDry