fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Marcus Willis Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Marcus Willis Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Marcus Willis tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiros_outros/willis_wimbledon_coletiva_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiros_outros/willis_wimbledon_coletiva_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Sensacao de Wimbledon quer tênis menos elitista
22/08/2016 às 15h24
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiros_outros/willis_wimbledon_coletiva_int.jpg" title="Willis foi a grande surpresa deste ano em Wimbledon" />

Willis foi a grande surpresa deste ano em Wimbledon

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - Um dos nomes mais comentados em Wimbledon neste ano, o britânico Marcus Willis foi a sensação do torneio. Então 772 do mundo, ele conseguiu uma sequência de feitos que semanas antes seria um sonho: entrou na chave principal, venceu um partida e enfrentou o suíço Roger Federer na mítica Quadra Central.

Quase dois meses depois daquelas "duas semanas incríveis", sua vida mudou bastante, ele passou ao 420º posto e os frutos do que fez começaram a aparecer. Uma delas foi jogar o World Team Tennis (WTT), defendendo as cores do New York Empire, que incluiu uma partida de duplas com o norte-americano Andy Roddick. 

Apesar do tempo que passa longe viajando no circuito, Willis não esquece suas raízes e faz questão de aproveitar seu exemplo para tentar tornar o tênis um esporte menos elitista. Segundo reportagem da BBC, o britânico reuniu 70 pessoas em uma aula gratuita no Warwick Boat Club Tennis Club, onde trabalhava antes de despontar em Wimbledon.

"Minha história se tornou global. Em vários lugares através do mundo me reconhecem como o cara que enfrentou Federer na Quadra Central", disse o tenista britânico à BBC. "Peguei um avião em Atlanta e o segurança veio falar comigo: 'Willis, eu sei quem você é'. Por causa disso tenho recebido bem mais ofertas", complementou. 

Willis aproveita a pequena fama para aparecer em eventos de exibição quando não está competindo e mostra o mesmo entusiasmo que teve em Wimbledon. "Para nós é melhor termos um cara como ele do que um Federer", disse o gerente de tênis Gavin Hendersonl elogiando o fato de o tenista britânico sempre estar com um sorriso na cara.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
HandDry