fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
raquetinha Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
raquetinha Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
raquetinha tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/torneio_raquetinha_feminino_arq_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/torneio_raquetinha_feminino_arq_int.jpg" />
Notícias | Outros
Open de Raquetinha terá categoria so para mulheres
16/08/2016 às 16h54
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/torneio_raquetinha_feminino_arq_int.jpg" title="Categoria feminina deverá ser sucesso no torneio de Americana" />

Categoria feminina deverá ser sucesso no torneio de Americana

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Americana (SP) - A 10ª edição do Cemara Open de Raquetinha, que será realizada de quinta a domingo no ATC (Americana Tennis Center), traz uma novidade: pela primeira vez na história do evento, a competição contará com uma categoria só para mulheres. No clima dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, edição com maior número de mulheres inscritas de todas as Olímpiadas, o objetivo da ação é dar ainda mais diversidade ao torneio, que já reunia competidores de diferentes idades e perfis em suas edições anteriores. Dos dez anos de competição, essa é a primeira edição com duplas femininas disputando títulos e premiações.

“É com muito orgulho que anunciamos esta novidade. O interesse das mulheres sempre foi  uma característica do Cemara Open de Raquetinha, que já realizava disputas em categoria mista, e agora conta com uma competição estritamente feminina. Com essa categoria, queremos atrair cada vez mais atletas mulheres para participar do evento”, afirma Cesar Dei Santi, diretor da Cemara Loteamentos e idealizador do torneio.

Genuinamente brasileiro, o esporte foi inventado na década de 1940 em São Vicente, na região de Santos. Assim como o tênis, a modalidade utiliza raquetes, bolas e é praticado em quadras. A diferença, no entanto, é que a raquete da modalidade é toda confeccionada com fibra de carbono e não leva cordas, proporcionando maior impacto para o arremesso das bolas. Além disso, a “raquetinha” é disputada sempre entre duplas, enquanto no tênis também há partidas individuais.

O executivo César Dei Santi começou a praticar o esporte há 13 anos em uma academia local e a sua paixão o levou a criar o Cemara Open de Raquetinha, que este ano terá a participação de 230 atletas vindos de diversas cidades, como Campinas, Sumaré, Limeira e Santos, que disputarão 150 partidas no total.

O torneio é realizado pela Cemara Loteamentos, empresa com sede em Americana, e pelos atletas Rafael D’Agostini e Henrique Defavari. “Inicialmente o objetivo era reunir amigos e família, mas depois percebemos que era possível estimular a prática do esporte entre os moradores da região metropolitana de Campinas, o que vem acontecendo cada vez mais”, comenta Dei Santi.

Além da categoria feminina, a competição também contará com duplas nas categoriais A/B, C/D, Iniciantes e Mista. O prêmio em dinheiro, no valor de R$ 5.000, será pago aos melhores colocados nas categorias A e B, que também serão presenteados com troféus. O evento será aberto ao público e a final será disputada no domingo, dia 21, à tarde.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
Loja genérico
ITenis - Chaveiros
Paulistana