fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Guido Andreozzi, Cortina, challenger, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Guido Andreozzi, Cortina, challenger, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Guido Andreozzi, Cortina, challenger, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/feijao/0220_bropen_toss_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/feijao/0220_bropen_toss_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Feijão supera rodada dupla e faz sua 15 final
06/08/2016 às 14h03
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/feijao/0220_bropen_toss_int.jpg" title="Feijão não sofreu uma quebra sequer na semi" />

Feijão não sofreu uma quebra sequer na semi

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Cortina (Itália) - O paulista João "Feijão" Souza terá motivos de sobra para comemorar neste sábado. Ele abriu o dia vencendo sua partida de quartas de final no challenger de Cortina e completou a rodada dupla com outro triunfo, garantindo vaga na decisão ao superar o argentino Guido Andreozzi com parciais de 6/3 e 6/4, após 1h26 de partida.

"Dia muito duro, rodada dupla, primeira partida consegui uma ótima virada contra um cara que jogou em casa, com a torcida. Depois fiz uma grande partida, salvei vários break-points ali no fim, me mantive com cabeça firme para sair com essa vitória", apontou Feijão.

Será a 15ª decisão na carreira do destro de Mogi das Cruzes, que terá pela frente o sérvio Laslo Djere, que também teve uma rodada dupla pela frente. Sua primeira vítima do dia foi o russo Andrey Rublev, com virada em parcaiais de 2/6, 7/5 e 7/6 (8-6). Na semi, ele bateu o espanhol Roberto Carballes, quinto favorito, com placar de 7/6 (7-3) e 6/3. 

Feijão já enfrentou o sérvio de 21 anos uma vez no circuito, pela semifinal do challenger de Postejov, e acabou derrotado de virada. Djere vai buscar seu primeiro título da carreira, tendo perdido as duas finais que disputou. Do outro lado, o paulista tem sete conquistas em challenger e mais sete vice-campeonatos. "Rival muito duro, perdi nossa única partida. Final complicada, mas vamos usar a confiança para buscar esse título", analisou o paulista.

Cabeça de chave número 8, Andreozzi não conseguiu pressionar o saque do brasileiro no primeiro set e não teve uma chance sequer de quebra. Em contrapartida, Feijão foi preciso e no único break-point que teve a seu favor conseguiu concretizá-lo e com isso largou na frente. 

A segunda parcial também foi definida com uma quebra solitária. Feijão aproveitou um dos quatro break-points que teve para si, ao passo que Andreozzi perdeu diversas oportunidades, muitas delas tentando se salvar quando o paulista sacava em 5/4 para fechar o jogo. Ao todo foram 11 breaks desperdiçados pelo argentino que acabou eliminado.

Últimas notícias
Comentários
Loja - livros
Suzana Silva
ProSpin
Plakr