fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Mikhail Kukushkin, Robin Haase, Prostejov, Jogos OlimpicosCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Mikhail Kukushkin, Robin Haase, Prostejov, Jogos OlimpicosCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Mikhail Kukushkin, Robin Haase, Prostejov, Jogos Olimpicostênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0523_rg_saca_int.gif" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0523_rg_saca_int.gif" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Rogerinho joga em Prostejov de olho nas Olimpiadas
29/05/2016 às 10h20
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0523_rg_saca_int.gif" title="Rogerinho ainda tem chances de jogar as Olimpíadas" />

Rogerinho ainda tem chances de jogar as Olimpíadas

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Prostejov (República Tcheca) - Ainda sonhando com uma vaga nos Jogos Olímpicos, o paulista Rogério Silva tem uma última oportunidade de somar pontos e brigar por um lugar no Rio. Ele entra como cabeça de chave número 7 no challenger de Prostejov e precisa de uma boa campanha para sonhar com uma vaga olímpica.

Rogerinho vai abrir sua campanha no saibro tcheco contra o perigoso argentino Facundo Bagnis, não deve ter dificuldade na segunda rodada e só vê a chave complicar novamente a partir das quarta, quando pode cruzar com o espanhol Iñigo Cervantes, quarto mais bem cotado. 

Na semi, os dois possíveis oponentes são o lituano Ricardas Berankis, atual 50 do mundo e principal favorito, e o holandês Robin Haase, cabeça d chave 8 e um dos que briga pelas últimas vagas nos Jogos do Rio.

Do outro lado da chave, o tcheco Lukas Rosol puxa a fila como segundo pré-classificado e abre campanha contra o georgiano Nikoloz Basilashvili. Ele pode cruzar com o bósnio Damir Dzumhur nas quartas e na semi podem vir o compatriota Jiri Vesely ou o cazaque Mikhail Kukushkin, outro na disputa pelos últimos lugares nas Olimpíadas. 

A projeção do ranking pós-Roland Garros, aquele que vale para a classificação olímpica, tem como o último entrando na chave o russo Mikhail Youzhny, na 74ª colocação (contando as ausências e o limite de quatro jogadores por país). Rogerinho estaria no 83º posto, com 23 pontos de diferença para Youzhny, precisando ir às semifinais para tirar esta desvantagem.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series