fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Pete Sampras, Bjorn Borg, Andy Murray, Rafael NadalCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Pete Sampras, Bjorn Borg, Andy Murray, Rafael NadalCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Pete Sampras, Bjorn Borg, Andy Murray, Rafael Nadaltênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0508_madri_trofeu_entrevista_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0508_madri_trofeu_entrevista_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Alem do recorde Djokovic iguala Sampras e Borg
08/05/2016 às 21h11
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0508_madri_trofeu_entrevista_int.jpg" title="Sérvio está em sexto entre os que mais venceram títulos" />

Sérvio está em sexto entre os que mais venceram títulos

Foto: Site Oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Madri (Espanha) - A conquista do Masters 1000 de Madri faz com que Novak Djokovic assumisse de forma isolada a condição de recordista de troféus deste porte, agora com 29 troféus. O sérvio também chegou ao 64º título de ATP, número igual ao de lendas do tênis como Pete Sampras ou Bjorn Borg.

"É incrível estar com estes jogadores, especialmente Pete Sampras, ganhar tantos títulos como ele fez é um orgulho e motivação", disse Djokovic após a vitória por 6/2, 3/6 e 6/3 contra Andy Murray na final de Madri.

Empatado com Sampras e Borg, Djokovic é o sexto jogador que mais venceu títulos de ATP. O quinto colocado está próximo, mas também em atividade, Rafael Nadal venceu 69 torneios da ATP. John McEnroe é o quarto com 77 e Roger Federer o terceiro com 88. Os dois primeiros da lista são praticamente inalcançáveis, Jimmy Connors tem 109 e Ivan Lendl terminou a carreira com 94.

Para o número 1 do mundo, a conquista vem no "momento certo". Antes do segundo Grand Slam do ano, Roland Garros. "Os primeiros quatro meses da temporada foram muito bons. Cheguei a Madrid com tempo para treinar e fiz um grande torneio que me dá grande confiança para o futuro", contou o sérvio, que havia perdido na estreia em Monte Carlo, único torneio no saibro que jogou antes de Madri.

O sérvio reconheceu a superioridade no começo da partida e os fatores que fizeram com que Murray se recuperasse e ganhasse confiança. "Comecei o jogo muito bem, jogando tênis inacreditável no primeiro set", comentou. "Depois de alguns games equilibrados no segundo set, cometi vários erros não-forçados e duplas faltas com meu saque e eu não pude me recuperar no set".

Outro ponto abordado pelo número 1 do mundo foram os equilibrados últimos dois games da partida. "Quando parecia que eu estava prestes a fechar a partida em 5/2, ele escapou com vários bons saques", comentou o sérvio que chegou a ter um match point no serviço do adversário.

"No último game, dei o máximo de mim e lutei muito", destacou a respeito dos sete break points salvos antes de confirmar a vitória "Foi jogo muito apertado e eu estou muito feliz com a forma como lidei com o último game".

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
HandDry
Paulistana