fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Pete Sampras, Novak Djokovic, Roger Federer Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Pete Sampras, Novak Djokovic, Roger Federer Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Pete Sampras, Novak Djokovic, Roger Federer tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0131_ausopen_trofeu_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0131_ausopen_trofeu_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Sampras acha que Djokovic pode alcancar 17 Slam
10/03/2016 às 14h43
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0131_ausopen_trofeu_int.jpg" title="Djokovic já tem 11 títulos de Grand Slam no currículo" />

Djokovic já tem 11 títulos de Grand Slam no currículo

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Nova York (EUA) - Um dos maiores ícones do tênis da década de 1990, o norte-americano Pete Sampras deixou as quadras e atualmente tem se dedicado primordialmente a cuidar dos filhos, mas isso não o impede de acompanhar o que acontece no circuito. Em entrevista à CNN, o ex-número 1 mostrou estar bem inteirado da atualidade e destacou dois nomes: o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic.

"Acho que hoje existe um 'Big Two', com esses caras sendo melhores que os demais", declarou o norte-americano, dono de 14 taças de Grand Slam, marca que foi superada por Federer em 2009 com a conquista de Wimbledon. Sampras revelou que gostaria de ter ficado com o recorde, mas também não vê problema algum em alguém que tenha conseguido superar sua marca.

"Estava resignado quando Roger fez isso em Wimbledon. Claro que eu adoraria que os meus 14 durassem para sempre, mas eles foram superados. Roger não apenas me passou, mas chegou aos 17 e Rafa (Nadal) tem seus 14 e Novak tem 11. Três caras me ultrapassaram em um intervalo de 10 a 15 anos. Isso é inacreditável", comentou Sampras.

O norte-americano inclusive acredita que Djokovic possa igualar a marca de Federer, ou até estabelecer um novo recorde. "Se ele continuar dominante assim pelos próximos três ou quatro anos, com certeza pode chegar a 16 ou 17 Slam. Atualmente ele é o melhor do mundo mesmo, tem ótima movimentação e o pacote completo. Mentalmente e fisicamente é muito forte", analisou.

Se os elogios são vastos para o sérvio, Federer também não fica atrás e recebe palavras destacáveis do ex-número 1. "Estou boquiaberto com Roger, que já tem 34 anos e continua em segundo ou terceiro no ranking. Ele compete nos Slam e tem jogado um tênis incrível. Ele está jogando praticamente melhor do que fazia 10 anos atrás. E continua evoluindo".

Em relação à paternidade, o norte-americano fala que tem tido trabalho com os filhos, talvez mais do que quando era jogador. "Eu as ensino como se comportar, ouvir e ser boas crianças. Não é fácil, eles não me escutam! Eu falo para eles fazerem alguma coisa e fazem exatamente o oposto. É duro ser pai nestes dias", encerrou Sampras.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
HandDry