fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Francesca Schiavone, Shelby Rogers, Rio Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Francesca Schiavone, Shelby Rogers, Rio Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Francesca Schiavone, Shelby Rogers, Rio Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/schiavone/0221_rioopen_olhabola_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/schiavone/0221_rioopen_olhabola_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Schiavone acaba com jejum e triunfa no Rio Open
21/02/2016 às 17h28
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/schiavone/0221_rioopen_olhabola_int.jpg" title="Schiavone tem agora sete títulos na carreira" />

Schiavone tem agora sete títulos na carreira

Foto: Luiz Pires/Fotojump
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Acabou o jejum de quase três anos sem títulos da italiana Francesca Schiavone. Neste domingo, a veterana de 35 anos voltou a comemorar uma taça, conquistando o Rio Open ao derrubar a norte-americana Shelby Rogers com uma suada virada definida depois de 1h47 de confronto, definido com parciais de 2/6, 6/2 e 6/2.

Separadas por apenas uma colocação no ranking, com Rogers ocupando um lugar à frente de Schiavone, atual 132 do mundo, as duas irão dar uma boa subida na lista da WTA. A italiana, que levou uma premiação de US$ 43 mil e 280 pontos pelo título, vai voltar ao top 100 (na 94ª posição). Já a norte-americana saltará para o 108º posto com o vice-campeonato.

O jogo começou equilibrado, mas depois dos quatro primeiros games a norte-americana dominou as ações, conseguiu duas quebras e faturou quatro games seguidos para levar o set e largar na dianteira. Rogers teve como ponto forte na parcial o saque, vencendo 75% dos pontos disputados e não sofrendo ameaça, sem enfrentar um break-point contra sequer.

Só que a norte-americana de 23 anos não manteve o embalo até o fim e na segunda parcial viu o desempenho com o serviço cair abruptamente. Ela colocou apenas 45% das primeiras bolas em quadra e venceu só 40% dos pontos de saque. Rogers até saiu quebrando, só que no decorrer do set acabou perdendo o serviço três vezes e também perdeu a parcial.

A decisão foi então para o terceiro set, em que Schiavone repetiu a história do anterior e novamente anotou um 6/2 para selar a suada vitória que lhe deu seu sétimo título. Ela não vencia desde Marrakech 2013. Sua maior conquista da carreira veio em 2010, quando levantou a tão sonhada taça de Roland Garros. Além disso a italiana tem mais 11 vice-campeonatos.

Emocionada pela conquista, Schiavone comemorou muito o título do Rio Open e inclusive falou umas palavras em português em seu discurso de campeã dentro de quadra, cativando o público que compareceu à quadra central do Jockey Club Brasileiro.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series